Mais de 550 Mil acessos de 92 países no site da programação e mais de 2 milhões de alcance nas redes sociais da 24a Mostra Tiradentes

Em nove dias de programação abrangente, intensa e gratuita, a Mostra apresentou a diversidade de produções audiovisuais brasileira e ampliou o alcance e abrangência da 24a edição da Mostra Tiradentes proporcionados pelo formato online

A Mostra de Cinema de Tiradentes, maior evento do cinema brasileiro em formação, reflexão, exibição e difusão, em sua 24a edição, de 22 a 30 de janeiro de 2021, em formato online no site www.mostratiradentes.com.br inaugurou o calendário audiovisual brasileiro e apresentou ao público uma seleção de 114 filmes brasileiros (31 longas, 2 médias e 81 curtas-metragens) de 19 estados, em pré-estreias mundiais, nacionais e mostras temáticas.

A coordenação curatorial do evento foi assinada pelo crítico Francis Vogner dos Reis que também assinou com a pesquisadora Lila Foster a seleção de longas-metragens e a seleção de curtas-metragens ficou a cargo da Camila VieiraTatiana Carvalho Costa e Felipe André Silva que apresentou o que há de mais recente na cinematografia brasileira contemporânea e apresentando a diversidade e pujança criativa do setor, mesmo em cenário adverso de pandemia e de dificuldades financeiras para os profissionais da área nos últimos dois anos.

Em nove dias de programação abrangente, intensa e gratuita, em formato online, o mais indicado e seguro para o cenário atual de pandemia do Covid-19 no Brasil, o evento teve mais de 550 mil acessos no site www.mostratiradentes.com.br, vindos de 92 países. A Mostra registrou, ainda, alcance de mais de 2 milhões nas redes sociais.

O evento realizou também o 24o Seminário do Cinema Brasileiro que contou com a participação de 112 profissionais no centro de 24 debates e rodas de conversa. Os debates e rodas de conversa estão disponíveis no Canal do Youtube da Universo Produção, o que amplia as possibilidades de acesso e troca de conhecimento para além dos dias do evento, uma das principais vantagens de se realizar o evento no formato online.

anúncios

A 24a Mostra Tiradentes promoveu também o Programa de Formação Audiovisual que ofereceu 10 oficinas e certificou 225 alunos. O público ainda curtiu a programação artística do evento com a realização da performance audiovisual, exposição e cinco shows com artistas da cena musical contemporânea

“Gratidão a todos que acreditam e se uniram para fazer da 24ª Mostra Tiradentes uma ponte infinita de oportunidades e possibilidades de expansão de ideias, de geração de empregos, de intercâmbio e cooperação, de vidas e corpos que se expressam e se doam. Os resultados alcançados com esta edição fortalecem nossos laços neste tempo presente histórico em que a essência está na simplicidade de fazer o que é possível com a grandeza que a arte merece ser vivenciada e aplaudida”, destaca Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora geral da Mostra Tiradentes.

EVENTO GEROU EMPREGOS E MOVIMENTOU A ECONOMIA

Para a realização da 24a Mostra de Cinema de Tiradentes, em ambiente digital, a Universo Produção, responsável pela idealização e realização do evento, montou uma infraestrutura especial na Casa da Mostra, localizada no bairro Serra com instalação de cenário, projeção e salas com equipamentos para transmissão da programação ao vivo.

Foram contratadas mais de 100 empresas que atuaram na prestação de serviço para o evento. Estima-se que foram gerados mais de 500 empregos diretos e indiretos, mostrando que a cultura é bom negócio. 49 profissionais integraram a equipe de trabalho nas etapas de pré-produção e produção.

O evento atendeu a solicitação de credenciamento de 71 veículos de imprensa, representados por 121 profissionais de comunicação que fizeram a cobertura jornalística diária da 24a Mostra Tiradentes. Além disto, a equipe comunicação da Mostra alimentou o site www.mostratiradentes.com.br e as redes sociais com conteúdos diários – notícias e registros de vídeos e fotografias – que disponíveis para consulta e acompanhamento de tudo que aconteceu no evento.

A Mostra de Cinema de Tiradentes já está consolidada como um importante empreendimento cultural que integra a indústria do entretenimento e da economia criativa, a que mais cresce no mundo. E que se revelou ainda mais essencial neste momento em que o afastamento social ainda é necessário para garantir a saúde da população, devido a pandemia de Covid-19.

TEMÁTICA + HOMENAGEM

anúncios

Com a temática “Vertentes da Criação”, a curadoria, assinada por Francis Vogner dos Reis e Lila Foster, propôs uma reflexão sobre a reconfiguração intelectual e empírica dos processos na produção do país, passando por universos simbólicos, ética das imagens a partir dos espaços, personagens e territórios, estética amparada em perspectiva crítica do automatismo das práticas da expressão audiovisual do mercado e, principalmente, a economia de um tempo que resiste ao modelo célere de velocidade da circulação do capital. O cinema brasileiro, um dos quadros mais diretamente afetados pelos impactos causados pela pandemia e pela ampliação da paralisa do Governo Federal relativa ao setor, se reinventa nas circunstâncias a ele impostas e nas inquietações de criadores arrojados que constantemente reinventam as formas do fazer.

Em 2021, a Mostra Tiradentes prestou homenagem a atriz, fotógrafa, diretora de arte e cineasta franco-colombiana Paula Gaitán, por sua trajetória extremamente criativa, marcada pela ousadia e inovação da linguagem e estética cinematográfica. Nos últimos 14 anos, esteve entre as cineastas mais ativas do período, realizando uma variedade de longas documentais ou de ficção, curta, clipes e outras experimentações. Poucas expressões autorais acreditam tanto e ainda no cinema enquanto vivência artística como Paula Gaitán.

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

A 24a edição da Mostra Tiradentes apresentou para o público o que vai ser o cinema brasileiro de 2021. Reuniu uma seleção de 114 filmes, de 19 estados brasileiros.

anúncios

Na programação de longas foram exibidos 31 produções divididas em sete Mostras Temáticas (Aurora, Olhos Livres, Homenagem, Temática, Praça, Mostrinha e Sessão da Meia-noite), além do filme de encerramento. A seleção foi feita por Lila Foster e Francis Vogner dos Reis, que também assina a coordenação curatorial. Os filmes vieram de doze estados (incluindo coproduções): Bahia (6), Ceará (5), Espírito Santo (1), Goiás (1), Mato Grosso (1), Minas Gerais (7),Pará (1), Paraná (3), Pernambuco (3), São Paulo (4), Santa Catarina (1), Rio de Janeiro (7) e Rio Grande do Sul (1). Entre estes, há uma coprodução com EUA e outra de Brasil/Portugal.

Já os curtas totalizaram de 81 produções. Os espectadores tiveram a oportunidade de conferir a força expressiva do formato curto e suas possibilidades expressivas diante de temáticas, linguagens, estéticas, gêneros e abordagens variadas. A curadoria de curtas-metragens desta edição foi assinada por Camila VieiraFelipe André Silva Tatiana Carvalho Costa. Os filmes vêm de 18 estados – Alagoas (1), Amazonas (4), Bahia (4), Ceará (4), Brasília (2), Espírito Santo (2), Goiás (1), Mato Grosso (1), Minas Gerais (16), Pará (2), Paraíba (2), Paraná (5), Pernambuco (3), Rio de Janeiro (8), Rio Grande do Norte (1), Rio Grande do Sul (6), São Paulo (19) Santa Catarina (2), Sergipe (2) e do Distrito Federal (2).

MAPEAMENTO – PERFIL DOS REALIZADORES

A Mostra de Cinema de Tiradentes realiza, desde 2019, um levantamento pioneiro no Brasil que apresenta a autodeclaração de gênero e raça dos diretores e diretoras. Entre os 27 selecionados, 8 se autodeclararam mulheres cis brancas, 2 mulheres cis negras, 1 mulher cis indígena, 1 mulher trans branca, 18 homens cis brancos, 3 homens cis negros, 3 homens cis pardo e 1 homem cis indígena.

Considerando os 79 curtas-metragens selecionados, os dados de raça e gênero de realizadores são de 8 mulheres cis negras, 2 mulheres cis pardas, 26 mulheres cis brancas, 1 mulher cis indígena, 1 mulher trans amarela, 1 travesti negra, 10 homens cis negros, 1 homem cis pardo, 21 homens cis brancos, 1 homem trans branco, 2 não-binários brancos e 1 não-binário negro.

DEBATES E RODAS DE CONVERSA

Extensão fundamental da programação de filmes na Mostra Tiradentes, o 24o Seminário do Cinema Brasileiro, consolidado como um espaço dedicado a reflexão, encontros, diálogos, ideias e perspectivas do cinema no país reuniu 112 profissionais – críticos, jornalistas, pesquisadores, profissionais do audiovisual no centro de 24 debates e rodas de conversa.

Em 2021, o Seminário registrou até o momento mais de 16 mil participantes. Os conteúdos estão disponíveis e podem ser acessados no Canal do YouTube da Universo Produção.

PROGRAMA DE FORMAÇÃO AUDIOVISUAL

Desde sua primeira edição, em 1998, a Mostra Tiradentes promove oficinas audiovisuais gratuitas, visando a formação e capacitação para o mercado de cinema e criando oportunidades para novas gerações de atores e realizadores. Trata-se de uma iniciativa de vanguarda no circuito de mostras e festivais, sempre em processo de aprimoramento. Em 2020, foram promovidas 10 oficinas e 250 alunos foram certificados. Devido à pandemia de Covid-19, todas as atividades foram realizadas em ambiente digital, mantendo o mesmo propósito e conceito das edições realizadas presencialmente.

PROGRAMAÇÃO PARA TODA FAMÍLIA

A Mostra de Cinema de Tiradentes tem, entre seus pilares, a formação de novos públicos, a fim de estimular a presença e a paixão pela sétima arte em espectadores de todas as idades. Nesta 24a edição, as sessões da Mostrinha apresentaram narrativas ficcionais nos formatos de animação e live-action em cinco curtas com histórias lúdicas e educativas.

Para as famílias curtirem juntas, a Mostrinha contou esse ano também com a Sessão Família, com o longa-metragem “Passagem Secreta” (PR), de Rodrigo Grota. E a Mostra Jovem teve em sua seleção três curtas que narram dramas com personagens em processo de amadurecimento para a vida adulta.

#CineCBMM – MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES NO CORAÇÃO DA CAPITAL MINEIRA

Por meio de uma parceria inédita com a CBMM, a 24a Mostra de Cinema de Tiradentes, realizou projeções, entre os dias 28 e 30 de janeiro, de 19 às 21 horas, na fachada do prédio da Rua da Bahia com Álvares Cabral.Foram exibidos trechos de filmes da programação do evento, vídeos que apresentam mini documentários sobre o processo de criação de artesãos e artistas de Tiradentes e interações recebidas no perfil da CBMM no Instagram @cbmm_oficial.

Os moradores vizinhos ao prédio puderam assistir das janelas assistidas um programa de cinema em momento de isolamento social. A iniciativa teve como objetivo valorizar e disseminar a riqueza brasileira da nossa cultura, história, personagens e produção cinematográfica.

CINEMA EM DIÁLOGO COM A ARTE

A 24a Mostra Tiradentes ampliou seu caráter de pluralidade, resistência e inovação para todas as telas, em uma agenda ampla, diversificada e totalmente gratuita, promovendo o diálogo do cinema com as artes. A continuidade da parceria cultural com o Sesc em Minas garantiu uma agenda qualificada de atrações – performance audiovisual, exposição fotográfica e cinco shows -, disponíveis no site www.mostratiradentes.com.br. As apresentações musicais podem ser acessadas também no YouTube do Sesc em Minas.

MOSTRA VALORES

Iniciativa idealizada pela Universo Produção, a Mostra Valores tem o propósito de dialogar e valorizar pessoas, ações, programas e comunidades das cidades de Tiradentes, Ouro Preto e Belo Horizonte, que estão inseridas no âmbito doCinema sem Fronteiras – programa internacional de audiovisual que reúne as três Mostras anuais, diferenciadas e complementares, com o intuito de exibir e discutir a produção contemporânea do cinema, sua história, patrimônio, linguagens, estéticas e formas de inserção no mercado audiovisual.

Nesta edição, em parceria com o Sesc em Minas, por intermédio do programa Mesa Brasil Sesc, que é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício, a Mostra Tiradentes convidou o público, durantes os cinco shows que integram a programação do evento a se mobilizar e contribuir com doações que serão encaminhadas às instituições de Tiradentes cadastradas no programa – Apae Tiradentes e Lar de Idosos – Abrigo Tiradentes.

Além disto, a Mostra Valores firmou parceria com a Empresa Mineira de Comunicação – Rede Minas e Rádio Inconfidência para exibição de filmes na grade de programação da emissora, visando contribuir para difundir o cinema brasileiro na emissora educativa representativa de Minas Gerais que atua para a formação de cidadãos conscientes, éticos e atuantes.

PREMIAÇÃO

Os vencedores da 24a Mostra de Cinema de Tiradentes foram anunciados no encerramento do evento, por meio da transmissão realizada no site www.mostratiradentes.com.br. A premiação está dividida nas categorias: Prêmio Helena Ignez – para Destaque Feminino eleito pelo Júri Oficial (concorrem os longas da Mostra Aurora e curtas da Mostra Foco); Prêmio Canal Brasil de Curtas de Melhor Curta da Mostra Foco eleito pelo Júri Canal Brasil; Prêmio Carlos Reichenbach para o Melhor Longa da Mostra Olhos Livres, eleito pelo Júri Jovem; Melhor Curta da Mostra Foco, eleito pelo Júri Oficial; e, o mais aguardado da noite, o Melhor Longa da Mostra Aurora, eleito pelo Júri Oficial.

Todos os vencedores recebem o Troféu Barroco. E os ganhadores das Mostras Foco, Olhos Livres e Aurora recebem ainda prêmios em serviços oferecidos pelos parceiros do evento: The End, CiaRio/Naymar, Cinecolor, Dot, Mistika e CTAv.

SOBRE A 24MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias mundiais e nacionais – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.

Trata-se de um programa audiovisual que reúne as manifestações da arte numa programação cultural abrangente, oferecida gratuitamente ao público, que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros, promove homenagem, oficinas, debates, mostrinha de cinema, exposições, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e atrações artísticas.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

Por Redacao

.

Academia Orquestra Ouro Preto abre vagas para jovens bolsistas

Cinema e educação caminham juntos na Mostra Tiradentes