Correria de BH

BH é correria.

Trânsito inchado, ruas pequenas, prazos expirados e compromissos urgentes. Mas a cidade também oferece um remédio para esse mal que ela mesma cria: a orla da Pampulha.

Uma largada pelo marco zero da lagoa, próximo ao Parque Ecológico te revela um espaço raro na cidade vertical, o horizonte entre a água, as árvores, a rua e as casas do bairro, com direito a ser acompanhado por uma brisa permanente.

anúncios

De lá, passando pela casa JK, depara-se com a igrejinha de São Francisco, a vista do Mineirão e do Mineirinho. Os gritos que se ouvem vêm do Parque Guanabara, onde adultos e crianças riem das mesmas coisas.

Assim também o passeio é democrático, comportando senhores pescando em áreas proibidas, cachorros que levam seus donos para passear, namorados fazendo piqueniques e turistas que tentam encontrar o melhor ângulo para fotografar.

A chegada é onde você escolher parar. Há muito para corer ou caminhar ou só vivenciar.

A medalha será da cor que você quiser e o pódio você mesmo decide onde estará. Tudo sem correria.

Written by Rodrigo PInto

Peça “Clarice Lispector e eu – o mundo não é chato” desembarca em BH

Dúvidas com o Kit maternidade? Confira dicas sobre o assunto!