Visto Americano: Roupas e escolha de estilo podem fazer a diferença no momento da entrevista

Imagem: Internet

A entrevista para solicitação de um visto americano é um momento repleto de insegurança e nervosismo para diversos brasileiros, sendo que o tópico vestimenta é comumente trazido à tona por aqueles que não sabem exatamente como se vestir para a ocasião.

De acordo com Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, a forma como o solicitante se apresenta ao agente consular faz diferença na hora da entrevista e precisa ser levada em consideração. “A situação pode ser comparada a uma entrevista de emprego ou até mesmo uma apresentação no primeiro dia de trabalho. O trabalhador vai chegar na empresa de camiseta, bermuda, chinelo e cabelo despenteado? Provavelmente não, pois ele quer deixar uma boa primeira impressão para as pessoas que vão recebê-lo dentro da empresa. No consulado é a mesma coisa. O indivíduo está pedindo uma autorização para entrar no país de alguém, e é preciso se apresentar de forma adequada”, relata.

anúncios

Para o especialista em Direito Internacional, isso não significa que os solicitantes devam usar algo que não são condizentes com suas identidades. “Não quer dizer que os homens precisam ir de terno e gravata, nem que as mulheres devem usar um longo vestido que, normalmente, seria usado apenas em ocasiões especiais. Mas é preciso ter simplicidade no propósito. Uma camisa social e uma calça jeans, por exemplo, transmitem tranquilidade e seriedade ao mesmo tempo. Por outro lado, as mulheres podem optar por um blazer com uma calça social, ou até mesmo um vestido que não seja tão extravagante. Isso pode fazer com que os agentes consulares tenham alguma identificação com aquele solicitante”, revela.

Embora o consulado não peça formalmente nenhum tipo de vestimenta específica, deve-se considerar que aplicação para um visto é uma situação em que erros devem ser minimizados pelo solicitante. “A entrevista no Consulado Americano é uma ocasião séria, onde o cidadão solicitará formalmente uma permissão para a entrada nos Estados Unidos. Para obtê-la com sucesso e sem problemas, é importante causar uma boa impressão perante aos agentes e maximizar as chances de aprovação”, finaliza Toledo.

Dr Daniel Toledo

Sobre Daniel Toledo

Daniel Toledo é advogado da Toledo e Advogados Associados especializado em Direito Internacional, consultor de negócios internacionais, palestrante e sócio da LeeToledo PLLC. Para mais informações, acesse: http://www.toledoeassociados.com.br. Toledo também possui um canal no YouTube com quase 150 mil seguidores https://www.youtube.com/danieltoledoeassociados com dicas para quem deseja morar, trabalhar ou empreender internacionalmente. Ele também é membro efetivo da Comissão de Relações Internacionais da OAB Santos.

 

 

 

Sobre o escritório

anúncios

O escritório Toledo e Advogados Associados é especializado em direito internacional, imigração, investimentos e negócios internacionais. Atua há quase 20 anos com foco na orientação de indivíduos e empresas em seus processos. Cada caso é analisado em detalhes, e elaborado de forma eficaz, através de um time de profissionais especializados. Para melhor atender aos clientes, a empresa disponibiliza unidades em São Paulo, Santos e Houston. A equipe é composta por advogados, parceiros internacionais, economistas e contadores no Brasil, Estados Unidos e Portugal que ajudam a alcançar o objetivo dos clientes atendidos. Para mais informações, acesse: http://www.toledoeassociados.com.br ou entre em contato por e-mail [email protected]

Por Redacao

.

Empresa mineira desenvolve tecnologia inovadora de isolamento térmico e dobra de tamanho a cada ano

Última semana da Campanha Nacional de Imunização contra a gripe e sarampo