UniBH contará com Conselho Consultivo para aproximar a instituição das principais corporações

Profissionais reconhecidos em suas áreas de atuação estarão juntos para conectar o Centro Universitário ao mundo do mercado de trabalho

Aliar teoria e prática faz parte da metodologia aplicada pelo UniBH, integrante do Ecossistema Ânima Educação, em todas as suas diretrizes. Os projetos de extensão, por exemplo, estimulam alunos e alunas a exercerem o conhecimento adquirido no dia a dia, com uma vivência que os aproxima da realidade profissional. Nesse sentido, o Centro Universitário formou um Conselho Consultivo, integrado por nomes de relevância, com o objetivo de estabelecer conexões vinculadas com o mundo do trabalho. Nomes como Cláudio Moura Castro, Gustavo Grecco, Eleonora Santa Rosa e Gustavo Penna estão no Conselho Consultivo do UniBH, que terá seu primeiro encontro no dia 5 de agosto. O grupo se reunirá a cada dois meses.

 

Os executivos selecionados para formar o Conselho são nomes de destaque em suas respectivas áreas de atuação e serão mentores de negócios, contribuindo para ampliação do protagonismo do UniBH nos principais debates e iniciativas da capital mineira. Os conselheiros vão colaborar ainda para que a estrutura organizacional do Centro Universitário esteja alinhada com as necessidades do mercado de trabalho.

anúncios

 

Rafael Ciccarini, reitor do UniBH, destaca que a missão do Conselho Consultivo é também propor ações que vislumbrem a transformação social por meio da Educação. “O grupo terá um papel essencial na proposição de estratégias alinhadas aos anseios de nossos alunos e alunas. Parcerias são essenciais para o desenvolvimento profissional e, por isso, agregamos ao Conselho nomes de peso do mercado. Estaremos atualizados com o que é feito fora do Campus, para respaldar nossos estudantes com as principais tendências e discussões do universo do trabalho”, revela.

 

Cláudio de Moura Castro

Cláudio de Moura Castro é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e tem mestrado pela Universidade de Yale. Iniciou o programa de doutoramento na Universidade da Califórnia em Berkeley, terminando na Universidade de Vanderbilt (em Economia). Ensinou na PUC/Rio, Fundação Getúlio Vargas, Universidade de Chicago, Universidade de Brasília, Universidade de Genebra e Universidade da Borgonha. Pesquisador do Instituto de Pesquisa do Ministério do Planejamento (INPES/IPEA), diretor geral da CAPES. Foi também Secretário Executivo do CNRH/IPEA. Foi Chefe da Divisão de Políticas de Formação da OIT (Genebra), Economista Sênior do Banco Mundial, passando para o BID como Chefe da Divisão de Programas Sociais. Atualmente, é consultor da Eduqualis. Autor de 50 livros e mais de 300 artigos científicos. É articulista do Estadão.

 

Gustavo Greco

Gustavo Greco é sócio e diretor de criação da Greco Design, com atuação nas áreas de identidade visual, sinalização e projetos editoriais. Em pouco espaço de tempo a empresa se tornou uma das mais premiadas do Brasil. Design Lions, no Festival de Cannes, D&AD, Grand Prix no Red Dot Design Award, iF Communication Award, Prêmios Lusófonos, London International Awards e Prêmio e Menção na Bienal Iberoamericana de Diseño, são alguns dos últimos conquistados pelo time comandado por ele. Greco atua também na área acadêmica, como coordenador do curso de pós-graduação Design Exponencial do Uni-BH, que leva sua assinatura e professor do curso de Pós-Graduação em Gestão de Marcas do IEC – Instituto de Educação Continuada PUC MG. Presidente nacional da Abedesign, é jurado frequente de premiações no Brasil e no exterior e, sob sua direção de criação, a Greco participou das últimas edições da Bienal Nacional de Design Gráfico (ADG Brasil) sendo destaque no ano de 2017. Gustavo é o curador da 13ª Bienal Brasileira de Design Gráfico – 2019 (ADG BRASIL).

anúncios

 

Eleonora Santa Rosa

Ex-secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais, ocupou diversas funções públicas de relevo e desenvolveu projetos de educação patrimonial e de patrimônio cultural de repercussão nacional. Ex-diretora executiva do Museu de Arte do Rio – MAR (de novembro de 2017 a novembro de 2019), é considerada uma das mais experientes e respeitadas profissionais no campo da viabilização, implantação e soerguimento de equipamentos culturais no país. Estrategista e gestora cultural, tem larga experiência editorial; foi responsável pela publicação de mais de meia centena de obras voltadas à história e à cultura de Minas Gerais, tendo sido coordenadora editorial das consagradas Coleções Mineiriana e Centenário da Fundação João Pinheiro. Diretora do Santa Rosa Bureau Cultural, é autora do livro Interstício.

 

anúncios

Gustavo Penna

Arquiteto e fundador do escritório GPA&A, formou-se pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde lecionou por três décadas. Membro do Conselho Curador da Fundação Oscar Niemeyer e da Fundação Dom Cabral. Sócio-fundador da Academia de Escolas de Arquitetura e Urbanismo de Língua Portuguesa (AEAULP). Com trabalhos expostos no Brasil e no mundo, Gustavo conquistou prêmios internacionais como o The International Architecture Award, em Chicago, o World Architecture Festival (WAF), em Cingapura, o Architizer A+Awards, em Londres, o Prix Versailles, em Paris e o IF Design, em Berlim. Entre seus projetos estão o Expominas (Centro de Feiras e Exposições de Minas Gerais), o Monumento à Liberdade de Imprensa, o Memorial da Imigração Japonesa, na Pampulha, os Museus de Congonhas (patrimônio cultural da humanidade), Santana e Regina Mundi, o novo Estádio do Mineirão, a Escola Guignard (considerada uma das 30 obras mais relevantes da arquitetura no Brasil), dentre outros.

 

 

Sobre o UniBH

Fundado há mais de meio século, o UniBH alia tradição e inovação acadêmica e está entre as melhores faculdades particulares de Minas Gerais e do Brasil para se estudar, segundo avaliação do MEC. A Instituição conta com um histórico extremamente positivo nas avaliações de Índice Geral de Cursos (IGC) realizadas pelo Ministério da Educação. Com mais de 50 cursos de ensino superior e pós-graduação, o UniBH tem investido constantemente em melhorias no ensino reforçando a educação transdisciplinar, focada no desenvolvimento de profissionais do futuro.

 

Sobre a Ânima Educação

Com o propósito de ‘Transformar o Brasil pela Educação’, a Ânima Educação é a 4ª maior organização educacional privada do País em número de estudantes e a 3ª em receita líquida, com um portfólio de marcas valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. A companhia é formada por uma comunidade de aprendizagem com cerca de 350 mil pessoas, composta por mais de 330 mil estudantes e 18 mil educadores, distribuídos em 16 instituições de ensino superior. Está presente em 12 estados, nas regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-Oeste, e em quase 550 polos de ensino digital por todo o Brasil. Integradas também ao Ecossistema Ânima estão oito marcas especialistas em suas áreas de atuação, como HSM, HSM University, EBRADI (Escola Brasileira de Direito), Le Cordon Bleu (SP), SingularityU Brazil, Inspirali e Learning Village, primeiro hub de inovação e educação da América Latina, além do Instituto Ânima.

Em 2021, a Ânima foi destaque no Guia ESG da revista Exame como uma das vencedoras na categoria Educação. Em 2020, foi reconhecida como uma das cinco empresas mais Inovadoras do País, na categoria Serviço, de acordo com o Anuário de Inovação do Valor Econômico; e conquistou, em 2019, o prêmio Mulheres na Liderança, na categoria Educação, iniciativa da ONG Women in Leadership in Latin America (WILL). Desde 2013, a companhia está na Bolsa de Valores, no segmento de Novo Mercado, considerado o de mais elevado grau de governança corporativa.

Por Redacao

.

A paisagem de BURLE MARX é o tema da sala de aula virtual do Museu Regional da Pampulha

Quase 60 Prefeituras participam do Webinar das Cidades Digitais da Região de Varginha