Tecnologia é aliada na educação de crianças e jovens 

Instituições que investem em inovações são reconhecidas por proporcionar mudanças profundas no futuro da educação

 

anúncios

Diante de tantas incertezas provocadas pela pandemia de Covid-19, um cenário se concretizou: a tecnologia passou a ser primordial na vida de todas as pessoas. A crise do novo coronavírus acelerou a transformação digital e, em pouco tempo, o Brasil e o mundo passaram a estudar, trabalhar, consumir e se informar por meio digital. No setor educacional, as tecnologias têm o poder de transformar, trazendo novas oportunidades para inovar o sistema de ensino, proporcionar mais acessibilidade ao conhecimento e democratizar a educação.

“Os estudantes estão cada dia mais engajados com a tecnologia. Isso permite uma aproximação maior entre eles e a escola. A tecnologia oferece plataformas e ambientes virtuais imersivos, ferramentas de comunicação, de trabalho e de gestão e diversos Objetos digitais de aprendizagem (ODA). Com a tecnologia é possível o acompanhamento individualizado do aluno e o processo de aprendizagem personalizado, além de estimular sua autonomia, tornando-o um agente ativo na construção do conhecimento. O aprendizado passa a ser mais dinâmico incentivando o trabalho em equipe através de atividades colaborativas e interativas”, afirma Carla Caneschi, gestora da área de Inteligência Tecnológica da Sociedade Inteligência e Coração (SIC), mantenedora das Unidades do Colégio Santo Agostinho.

O Colégio Santo Agostinho tem apostado na transformação digital ao trazer inovações para apoiar o planejamento pedagógico, preparação das equipes para uso das ferramentas e como aliada do ensino. Neste ano, a escola conquistou, pela terceira vez consecutiva, a certificação “Microsoft Showcase School”. Com isso, o Colégio integra um grupo seleto de escolas nacionais e internacionais que investem ainda mais em projetos que visam a transformação digital. “No Brasil, apenas 11 escolas, de um grupo de 120 no mundo, têm o selo da empresa norte-americana”, comenta Carla.

A digitalização do setor educacional impulsionou a coleta de dados de inteligência e, ao analisá-los, os educadores se tornam capazes de criar padrões de aprendizagem e redesenhar os currículos para melhor atender os estudantes. Isso impulsiona um sistema de acompanhamento dinâmico, além de apoiar na formulação de políticas e práticas baseadas em fatos.

anúncios

O Colégio também utiliza as tecnologias na capacitação e treinamento de professores, com a realização constante de um trabalho de formação continuada por meio de ciclos de aprendizagem. Vários professores da Instituição participam do programa Microsoft Innovative Educator (MIE) e estão entre mais de 8 mil educadores de diversos países, como especialistas em tecnologia, recebendo a certificação de Microsoft Innovative Educator Expert (MIE Expert).

“As novas tecnologias ajudam na aprendizagem a partir do momento em que o professor se apropria dessas ferramentas. Entre as principais vantagens, destaco a possibilidade de proporcionar aos alunos experiências mais significativas e motivadoras, em ambientes on-line inclusivos, contribuindo para uma formação humana, sustentável, crítica e que faça mais conexões com o mundo contemporâneo”, pontua Daniella Marongiu Neves, professora do Ensino Fundamental I do Colégio Santo Agostinho, unidade BH.

anúncios

Daniella explica que a inovação tem proporcionado aos alunos uma experiência envolvente, interativa e personalizada na sala de aula, on-line e física. “Aplico avaliações utilizando formulários na internet e plataforma de videoconferência para ministrar aulas, trocar conhecimentos com a comunidade escolar e receber tarefas dos alunos”, conta.

 

Sobre o Colégio

O Colégio Santo Agostinho, mantido pela Sociedade Inteligência e Coração (SIC), foi fundado em Belo Horizonte (MG), em 1934, pelos freis agostinianos recém-chegados da Espanha. Já formou gerações de crianças e jovens ao longo de décadas de ensino, sempre primando pela excelência da educação oferecida e pelo trabalho de formação humano-cristã de seus alunos. Prestando serviços da Educação Infantil ao Ensino Médio, atende, atualmente, a cerca de 8,5 mil alunos nas Unidades de Belo Horizonte (nos bairros Santo Agostinho e Gutierrez), Contagem e Nova Lima.

Minas Shopping comemora aniversário de 30 anos

Grupo EPO lança empreendimento que une modernidade à história do Lourdes