SetraBH e Sintram criam ações de alerta aos operadores do sistema sobre a importância de um trânsito seguro

Foto: Divulgação

Durante todo o mês de maio, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) promovem diversas ações de conscientização para um trânsito mais seguro em apoio ao movimento internacional Maio Amarelo. Para este ano, a proposta do SetraBH e do Sintram é colocar em pauta também o tema da segurança viária sob a perspectiva dos operadores do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus, profissionais efetivamente capacitados para a condução de passageiros.

Em afirmação às ações de conscientização para um trânsito mais seguro,no dia 7de maio todos os colaboradores dos sistemas municipal e metropolitano irão utilizar um adesivo, em formato de boton, com a frase: “No meu trabalho o sentido é a vida”. A iniciativa conjunta tem o intuito de mobilizar os colaboradores em solidariedade ao Maio Amarelo, visando efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar a conscientização.

No dia do lançamento oficial da campanha em todo o país, 24 de abril, o SetraBH, o Sintram e o Batalhão de Polícia de Trânsito da PMMG promoveram uma palestra sobre segurança no trânsito. O evento, realizado na sede dos sindicatos, foi destinado aos colaboradores e operadores do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Um total de 60 multiplicadores das empresas associadas participaram da capacitação e estão aptos, agora, para repassar o conhecimento adquirido e treinar os cerca de 15 mil condutores dos sistemas municipal e metropolitano.



anúncios

Além disso, durante todo o mês de maio, o edifício que abriga as sedes do SetraBH e do Sintram terá sua fachada iluminada na cor amarela, como forma de chamar a atenção da população para o mês de conscientização da segurança no trânsito. “Neste Maio Amarelo, reafirmamos nosso compromisso com as ações de prevenção e de conscientização dos motoristas e colaboradores do sistema. Tornar o trânsito mais seguro depende de todos nós”, afirma o presidente do Sintram, Rubens Lessa Carvalho.

+Minastchê esta de volta à BH

+43° Congresso de Zoológicos e Aquários do Brasil está com inscrições abertas

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgados em dezembro de 2018, aproximadamente, 1,35 milhão de pessoas morrem no mundo, por ano, em acidentes de trânsito, que é a principal causa de morte entre pessoas com idade entre 5 e 29 anos. O relatório faz importantes atribuições ao Brasil, como a redução de mortes no trânsito após a instauração de leis mais rígidas contra o consumo de álcool e direção (Lei Seca), e o início da obrigatoriedade de freios ABS em todas as motos do mercado a partir de 2019.

Excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamento de segurança, como cinto de segurança e capacete, consumo de bebidas alcoólicas antes de dirigir ou até mesmo dirigir cansado são algumas das principais causas de acidentes citadas no relatório da Organização. Por isso, o objetivo da campanha Maio Amarelo é ser uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil.

“Os motoristas do transporte coletivo de Belo Horizonte são instruídos sobre a importância de observar, com muita atenção, os objetivos do movimento.Agir de forma preventiva e responsável, não tomando atitudes arriscadas, é decisivo para reduzir acidentes e resulta em segurança para todos. Somente com o envolvimento da sociedade e com a mudança de comportamento do cidadão é que nós conseguiremos promover essa conscientização de que o trânsito é responsabilidade de todos”, destaca Joel Jorge Paschoalin, presidente do SetraBH.

Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, o ônibus é o tipo de transporte mais seguro que existe no trânsito: em 2016, houve 180 vítimas fatais em acidentes com ônibus (urbano e rodoviário) no Brasil, ou seja, menos de 0,5 % do total de vítimas no trânsito, o equivalente a uma em cada duzentas vítimas.

“A capacitação dos profissionais que atuam no Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus é um dos fatores que confere mais segurança aos usuários. Os operadores passam constantemente por treinamentos, focados na prevenção de acidentes e de qualquer ação que possa oferecer riscos aos passageiros”, reforçaJoel.

Um levantamento inédito do Ministério da Saúde, divulgado em setembro de 2018, aponta que, em seis anos, houve uma redução de 27,4% dos óbitos no trânsito das capitais do país. Apesar da redução, o país segue longe da meta estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), que prevê redução de 50% no número de vítimas em 10 anos, contados a partir de 2011.



anúncios

Maio Amarelo no Brasil

Com o mote “No trânsito, o sentido é a vida”, a campanha deste ano pretende levar à sociedade reflexões sob o comportamento seguro no trânsito, por meio de ações voltadas também às crianças.A ação publicitária, sob a assinatura “#Me Ouça”, propõe que os adultos ouçam o conselho dado por uma criança, que com sua ingenuidade e inexperiência perante a vida, tem uma percepção e absorção do que é certo e errado com mais eficácia, sem filtros.

A campanha também explora as ferramentas tecnológicas, que estão cada vez mais ao alcance das crianças, através de um jogo que estará disponível para download a partir de 1º de maio.As peças publicitárias, desenvolvidas pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), incluem busdoor interno e externo, folheto para distribuição a bordo e nos terminais de passageiros, spots de rádios e mensagens para mídias sociais.

Written by Redacao

.

Rede elétrica: Uma tonelada de cabos e equipamentos são apreendidos

Estácio realizará sua segunda Feira Virtual de Estágios e Empregos