Restauração de obras do escultor Amilcar de Castro começa na próxima semana, em Belo Horizonte

Primeira escultura contemplada fica na Praça Carlos Chagas, em frente à ALMG

O Instituto Amilcar de Castro inicia, na próxima terça-feira, 7 de junho, a primeira etapa do Projeto de Conservação e Restauração das Obras Públicas de Amilcar de Castro, com a escultura do artista instalada na Praça Carlos Chagas, em frente à sede da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), no bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte. Além dela, outras oito esculturas localizadas em parques e jardins da cidade também serão contempladas.

A parceria entre o Instituto Amilcar de Castro e a ArcelorMittal torna possível dar à capital mineira um belíssimo presente, contribuindo com a arte e a cultura e, principalmente, promovendo consciência cultural e social sobre a relação da população com a cidade e sobre o direito humano a usufruir do espaço urbano”, explica Ana de Castro, Presidente do Instituto Amilcar de Castro.

anúncios

Ela explica, ainda, que a preservação das obras públicas do artista é uma forma de valorizar o legado que o artista, reconhecido mundialmente como um dos maiores expoentes do movimento artístico “construtivista”. As peças são de grande porte produzidas a partir de chapas e placas de aço.

Seleção das obras e trabalho

As obras selecionadas para o Projeto passaram por um estudo preliminar que identificou a necessidade de manutenção preventiva e restauro. O responsável pela execução do projeto é o arquiteto especializado Allen Roscoe, que foi assistente de Amilcar de Castro e domina a expertise de manuseio das peças do escultor e a guarda dos desenhos técnicos que deram origem às esculturas.

Dessa forma, também passarão por manutenção e restauro as seguintes obras:

– Sem título, 1970 – Obra instalada na Praça Alaska, no bairro Sion;

– Sem título, 1980 – Obra no Parque de Exposições da Gameleira;

– Sem título, 1997 – Obra instalada nos jardins da Câmara Municipal;

– Sem título, 1997 – Obra instalada nos jardins do Museu de Arte da Pampulha;

anúncios

– Sem título, 1977 – Obra instalada no jardim do Ministério Público;

– Sem título, 2000 – Obra instalada nos jardins da Escola Professor Hilton Rocha;

– Sem título, 2001 – Obra instalada nos jardins da Infraero;

– Sem título, 1997 – Obra instalada em prédio da Universidade Pitágoras.

anúncios

Sobre o artista Amilcar de Castro: Dobrar, cortar, criar sobre uma chapa de aço. Tornar leve e iluminado um material pesado. Transformar o metal em beleza. Assim foi a carreira do escultor, pintor e designer Amilcar de Castro (1920-2002), mineiro de Paraisópolis, considerado por críticos e historiadores culturais como um dos nomes mais importantes da arte contemporânea brasileira. Para saber mais, acesse o site do Instituto Amilcar de Castro.

Por Redacao

.

Pacote de Viagem – Arraial D’Ajuda – 2022 – a partir de R$ 999,00

Senac tem 61 vagas de emprego em diversas áreas e regiões do estado