Reitor e Vice-Reitor da UFMG são conduzidos coercitivamente pela Polícia Federal

Foto: Éber Faioli/Divulgação
Foto: Éber Faioli/Divulgação

Na manhã desta quarta-feira (6) a Polícia Federal deflagrou a operação “Esperança Equilibrista”. Jaime Arturo Ramires e Sandra Goulart Almeida foram conduzidos coercitivamente pela operação que apura a não execução e o desvio de recurso públicos para a construção e a implantação do Memorial da Anistia Política do Brasil.

Segundo informações dadas pela Polícia Federal, cerca de R$ 19 milhões já foram gastos na construção e em pesquisas de conteúdo para a exposição. Porém até o presente momento apenas uma obra referente a um dos prédios estaria sendo realizada e, mesmo assim, inacabada. Todo o projeto inclui uma exposição de longa duração, dois prédios anexos e uma praça de convivência.

Ainda de acordo com a PF os desvios ocorreram por meio de pagamento a fornecedores sem relação com o escopo do projeto e de bolsas de estágio e extensão. Os valores do desvio ainda podem ser maiores do que se espera, tudo depende da análise de materiais apreendidos.

Written by Iolanda Pedrosa

.

Foto: Divulgação/Game Of Dreams/ Facebook

Game of Dreams: Um jogo das estrelas no Mineirão

Foro: Studium/Sind-UTE-MG

Servidores Estaduais fazem paralização em todo o Estado