Queijo Minas Artesanal ganha selo postal

Iniciativa dos Correios e do Sebrae valoriza e divulga os queijos produzidos em oito estados do país

O Queijo Minas Artesanal foi uma das oito iguarias que ganharam destaque na coleção de selos especiais “Queijos do Brasil”, lançada pelos Correios em parceria com o Sebrae. A iniciativa é uma forma de valorizar os queijos produzidos artesanalmente e reconhecidos pela sua história e tradição.

“Uma homenagem merecida aos produtores mineiros que se dedicam em fazer um queijo que se destaca pelo sabor e qualidade, e que mesmo diante das dificuldades trabalham muito para consolidar a identidade do Queijo Minas Artesanal no mercado”, justifica o analista da Unidade de Agronegócios do Sebrae Minas, Ricardo Boscaro.

Além do Queijo Minas Artesanal, outros sete queijos tiveram suas imagens destacadas nos selos. São eles: Queijo do Marajó (PA), Queijo Manteiga (RN), Queijo Coalho (PE), Queijo Cabacinha do Araguaia (GO), Queijo Artesanal Paulista (SP), Queijo da Região do Diamante (SC) e Queijo Artesanal Serrano (RS).

anúncios

Os selos “Queijos do Brasil” tem uma tiragem de 320 mil exemplares e podem ser adquiridos nas agências dos Correios. Para comprar a folha com 16 selos acesse aqui.

Tradição e reconhecimento

Os queijos artesanais se tornaram símbolo da tradição e da cultura de Minas Gerais, que tiveram seu modo de produção reconhecidos como patrimônio imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado de Minas Gerais (Iepha).

 

Hoje, a fabricação do queijo à base de leite cru é feita em oito regiões mineiras: Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serras de Ibitipoca, Serro e Triângulo

 

Há alguns anos, o Sebrae Minas tem trabalhado para garantir a qualidade, identidade e origem do Queijo Minas Artesanal. São projetos e ações que fortalecem as regiões produtoras, com a finalidade de alcançar maior competitividade para o segmento.

Por Redacao

.

O chique que cabe no bolso: Morar Mais por Menos aporta em BH cheia de criatividade para decorar a casa

A importância da individualização no tratamento da infertilidade