Projeto “Formações na Pampulha” está com inscrições abertas para outubro

A atividade conta com a participação da artista e pesquisadora Fernanda Goulart e integra a programação educativa do Pampulha Território Museus.

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e o Instituto Periférico apresentam a atividade “Formações na Pampulha – Inventariar para reinventar: patrimônio gráfico urbano, da cidade ao papel”, com a artista e pesquisadora Fernanda Goulart. O encontro de formação integra a programação de outubro do Pampulha Território Museus e propõe uma reflexão acerca da memória gráfica urbana. A ação também destaca como a salvaguarda das grafias ornamentais presentes na cidade nos possibilita rememorar, atualizar e valorizar a cultura popular, moderna, urbana e arquitetônica que sobrevive aos tempos de demolição. A atividade acontece no dia 20 de outubro, às 19h, com inscrição prévia pelo link https://cutt.ly/HRetYRP. Os interessados podem se inscrever até às 18h, do mesmo dia 20 de outubro. Mais informações em www.pampulhaterritoriomuseus.com.br.

 

Para a realização da atividade, Fernanda Goulart propõe uma breve incursão em duas de suas pesquisas mais recentes: “A cidade e sua lírica geometria decorativa” e “Urbano Ornamento: um inventário de grades ornamentais (e outras belezas)”, esta última com parte do acervo em cartaz na na exposição “Gráficografia”, em exibição no Museu Histórico Abílio Barreto.

anúncios

 

A atividade acontece respeitando todos os protocolos de combate à Covid-19 vigentes em Belo Horizonte. Os participantes inscritos receberão certificado pós-evento.

 

SOBRE FERNANDA GOULART

Fernanda Goulart é artista, professora e designer. Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais, graduou-se pela mesma instituição em Artes Visuais/Gravura (2003) e fez mestrado em Comunicação Social (2005). É Professora Adjunta do Departamento de Desenho, na área de Artes Gráficas, e possui experiência nas áreas de comunicação, artes gráficas, artes visuais e história da arquitetura.

 

SOBRE FORMAÇÕES NA PAMPULHA

O projeto “Formações na Pampulha” é uma ação integrada entre os museus municipais da Pampulha, com o objetivo de realizar encontros de formação com professores, educadores, estudantes e interessados nas áreas do Patrimônio, das Artes, da Arquitetura, do Paisagismo, do Design e da Educação. A programação dialoga com as exposições e os acervos apresentados pelos equipamentos culturais e o Território gerando, assim, experiências, investigações e reflexões sobre as temáticas que compõem a Paisagem Cultural do Conjunto Moderno da Pampulha.

anúncios

 

EXPOSIÇÃO “GRÁFICOGRAFIA”

Destacando o acervo do Museu de Arte da Pampulha e sua missão de fomentar a produção artística contemporânea, a exposição “Gráficografia” apresenta uma seleção de obras gráficas do museu, ao lado de importantes itens do Museu Histórico Abílio Barreto e de produções de artistas convidados. Em seu conjunto, a exposição irradia grafismos compostos com recursos das artes visuais e do design, e propõe uma reflexão acerca das linguagens e manifestações gráficas contemporâneas e suas influências no tecido urbano e social de Belo Horizonte. A curadoria da mostra é de Carlos M Teixeira e Marconi Drummond.

 

anúncios

SOBRE O PAMPULHA TERRITÓRIO MUSEUS

O Museu de Arte da Pampulha – MAP e a Casa do Baile são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, e o Museu Casa Kubitschek é um importante ícone da arquitetura residencial modernista. Os três são unidades museais presentes na paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. Ao reconhecer sua importância e representatividade para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus”, lançado em dezembro de 2020, busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações museológicas e sua relação com a cidade. Por meio da parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e a OSC Instituto Periférico, selecionada por meio de edital, os museus recebem uma programação cultural inovadora, com exposições, atividades culturais e educativas, estimulando a participação ativa dos cidadãos. Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações.

Por Redacao

.

Exposição Carlos Vergara – Prospectiva traz novas experiências com ajuda da tecnologia

Pacote de Viagem – Londres + Passeio Harry Potter – 2022 a partir de 2999 reais com Aéreo + Hotel + Passeio