Projeto “Era Uma Vez” incentiva pequenos leitores com contação de histórias

Foto:? Mayra Goulart

Narrador e personagens ganham vida na voz do contador de histórias Mário Alves e da cantora e compositora Andressa Versi, no próximo domingo, dia 27 de janeiro, em mais uma edição do projeto “Era Uma Vez – Oficina de Contação de Histórias”, no Minas Shopping. A dupla, que faz parte da Cia Arte de Compartilhar Histórias, convida as crianças a embarcarem em um mundo de fantasias, encantamento e muita diversão.



Fruto da parceria entre o Minas Shopping e o Instituto Gil Nogueira (IGN) para incentivar o hábito da leitura, o projeto é realizado todos os domingos, a partir das 14h, no Piso 1, em frente a loja Leitura. Serão apresentadas duas histórias que brincam com a imaginação das crianças e resgatam a magia dos livros. Toda a programação é gratuita, mas as vagas são limitadas. Outras informações no site www.minasshopping.com.br.

anúncios

Por meio de objetos, caracterizações, vozes e caretas, o público é convidado a entrar numa espécie de portal da imaginação e acompanhar a história da “Tartaruga e a Fruta Amarela”. No conto, abicharada estava na floresta, cheia de sede e fome, quando apareceu uma árvore carregada de frutas amarelas. Sem saber o nome da fruta, não quiseram arriscar a experimentá-la. Fizeram uma reunião e escolheram a anta para ir ao céu perguntar a Deus o nome da tal fruta. Porém, umabruxa malvada aparecia, e atormentava a bicharada, mas a tartaruga, era esperta, vencendo as trapalhadas daquela bruxa e ajudando seus companheiros.

O alvo”, narra a história de um professor muito querido e admirado. Procurado pelas pessoas – que iam até ele falar dos problemas, dificuldades e mancadas – o velho professor, ao invés de dar uma lição de moral, contava histórias. O que mais intrigava a todos é que ele sempre encontrava a história certa, para a pessoa certa, no momento certo. Um dia, um de seus alunos lhe pergunta como ele conseguia acertar tanto. A resposta, é claro, veio com uma bela história.

A atividade pretende despertar o interesse das crianças pela leitura, de maneira recreativa e lúdica. Durante a contação, os pequenos podem interagir com os contadores e, assim, compartilhar momentos de muita diversão em um espaço de convivência com outras crianças, sempre com a supervisão dos pais ou responsáveis.



Por Redacao

.

Barragem rompe em Brumadinho – Veja Vídeo!

Sinduscon-MG reúne profissionais de RH para troca de experiências