Projeto “Era Uma Vez” apresenta adaptação de conto judeu em contação de histórias

Foto: Athos Martins

No próximo domingo, dia 22 de setembro, mais uma edição do projeto “Era Uma Vez – Oficina de Contação de Histórias”, será realizada no Minas Shopping. Desta vez, o contador de histórias Mário Alves e a cantora e compositora Andressa Versi, da Cia Arte de Compartilhar Histórias, convidam as crianças a embarcarem em um mundo de fantasias, encantamento e muita diversão.

Fruto da parceria entre o Minas Shopping e o Instituto Gil Nogueira (IGN) para incentivar o hábito da leitura, o projeto é realizado todos os domingos, a partir das 14h, no Piso 1, em frente a loja Leitura. Serão apresentadas duas histórias que brincam com a imaginação das crianças e resgatam a magia dos livros. Toda a programação é gratuita e outras informações podem ser acessadas no site www.minasshopping.com.br.

Por meio de objetos, caracterizações, vozes e caretas, o público é convidado a entrar numa espécie de portal da imaginação e acompanhar a história “De repente, nas profundezas do bosque”. O conto, adaptado do livro homônimo de Amós Oz, um dos principais escritores judeus da atualidade, se passa em um pequeno vilarejo, rodeado por uma floresta. Seria um vilarejo comum, não fosse um fato intrigante: todos os animais desapareceram. O que estará por trás desse mistério?

“O alvo”, narra a história de um professor muito querido e admirado. Procurado pelas pessoas – que iam até ele falar dos problemas, dificuldades e mancadas – o velho professor, ao invés de dar uma lição de moral, contava histórias. O que mais intrigava a todos é que ele sempre encontrava a história certa, para a pessoa certa, no momento certo. Um dia, um de seus alunos lhe pergunta como ele conseguia acertar tanto. A resposta, é claro, veio com uma bela história.

anúncios

A atividade pretende despertar o interesse das crianças pela leitura, de maneira recreativa e lúdica. Durante a contação, os pequenos podem interagir com os contadores e, assim, compartilhar momentos de muita diversão em um espaço de convivência com outras crianças, sempre com a supervisão dos pais ou responsáveis.

Sobre o Instituto Gil Nogueira

O Instituto Gil Nogueira é uma ONG qualificada pelo Ministério da Justiça como Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). Foi constituída, em 2006, com o objetivo de reduzir o analfabetismo funcional por meio da leitura, desenvolvendo ações junto à sociedade, como o projeto “Ler é Viver”, que já beneficiou mais de 60 mil crianças do ensino fundamental da rede pública de ensino do Estado de Minas Gerais. Ao longo dos seus 13 anos, mais de 1 milhão de livros foram lidos e interpretados em 57 escolas.

Written by Redacao

.

Avenida Brasil voltará a partir de outubro

Nova coleção da Manoel Bernardes tem como fonte de inspiração o oceano