Programa Minha casa Minha Vida 2021: Veja como se Inscrever e as Novas Regras

Veja como conquistar seu apartamento na planta com o financiamento imobiliário mais barato do Brasil

anúncios

Se você deseja conquistar a sua casa própria, mas o orçamento é curto, já tentou de tudo inclusive um financiamento de imóveis, mas ainda assim nada foi viável, uma boa opção pode ser o programa minha casa minha vida.

Você sabe como se aplicar e como o programa minha casa minha vida pode auxiliar você na compra de um novo lar? Continue lendo nosso artigo, pois vamos falar sobre as principais informações sobre o tema, ensinar quem pode conseguir e como, as taxas de juros e muito mais.

anúncios

Programa Minha casa Minha Vida 2020

Como Funciona o Programa Minha Casa Minha Vida?

De maneira geral, aqueles que tem direito (não se preocupe com isso ainda vamos explicar melhor mais à frente) e demonstram o interesse em participar do minha casa minha vida, devem se dirigir a alguma agência ou instituição conveniada portando alguns documentos. A inscrição pode ser feita online, mas não significa que só porque você tem interesse vai ser contemplado pelo subsídio do governo.

anúncios

Existe todo um processo composto de sorteios, análise de dados. O programa surgiu em 2009, com intuito de ajudar pessoas que não teriam condições de adquirir um imóvel sem ajuda. Ele é uma parceria da Caixa Econômica Federal e o Governo Federal.

A pessoa contemplada tem direito a um imóvel e vai pagando pequenas parcelas bem mais baixas do que qualquer outra forma de financiamento de imóveis do mercado, quase sem juros. Cada região tem um limite de financiamentos disponíveis e cada cidade possui regras próprias. Estas, portanto, variam de acordo com características como: números de pessoas que dependem do projeto, condições financeiras do município número de habitantes, dentre outras variantes.

O que é preciso para participar do Programa?

Para participar do programa o primeiro requisito é a condição financeira da pessoa. A mesma deve ser carente, não ter outro imóvel no nome e não ter condições de adquirir um imóvel próprio de outra forma. Em termos de renda familiar ela varia muito é pode ser entre mil e oitocentos reais até sete mil reais. Existem faixas que determinam particularidades para cada caso

Para conseguir participar do programa a pessoa deve seu demonstrar interesse seja pessoalmente ou online. Além disso, deve estar portando comprovante de renda, carteira de trabalho e contracheque atualizado.

A primeira coisa que a pessoa deve ter em mente quando deseja participar de um programa assim é que é um benefício limitado que não consegue contemplar todas as famílias interessadas. Por isso, são feitos sorteios para ir determinado quem vai ser contemplado de cada vez. Caso você seja o sorteado o programa entra em contato imediatamente com você, não se preocupe.

Quais são as Faixas do Minha Casa Minha Vida?

No total o programa minha casa minha vida possui 4 faixas, que mudam de acordo com faixa salarial do menor para o maior. Cada faixa possui as suas particularidades e tipo de apoio, que varia de acordo com as características e condições financeiras de cada família. Abaixo as faixas existentes:

 Faixa 1

  • Famílias com renda mensal até R$ 1.800,00 
  • Financiamento de até 120 meses
  • As prestações mensais variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, aqui conta o poder aquisitivo de cada família, quanto ela consegue pagar de parcela.

Faixa 1,5

  • Famílias com renda mensal entre R$1800 a R$ 2.600,00
  • As famílias têm direito a adquirir um imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano
  • Até 30 anos para pagar 
  • Subsídios de até 47,5 mil reais

Faixa 2

  • Famílias com renda de R$2.600,00 até R$ 4.000,00
  • Subsídios de até R$ 29.000,00
  • Até 30 anos para pagar

Faixa 3

  • Famílias com renda de R$4.000,00 até R$ 7.000,00
  • Taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado.
  • Até 30 anos para pagar
  • Quais São as Taxas de Juros do Minha Casa  

As taxas são menores que as disponíveis no mercado seja em empréstimos, financiamentos ou consórcios. Além disso, variam de acordo com a renda familiar e características do imóvel, se é novo ou usado, onde se localiza, dentre outras informações. Abaixo uma tabela com as principais taxas:

Faixa 1,5(Imóvel novo) Renda até R$ 2.600,00

  • 5% de taxa de juros ao ano

Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 2.600,00

  • 5,5% de taxa de juros ao ano

Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 3.000,00

  • 6% de taxa de juros ao ano

Faixa 2 (Novo ou usado) Renda até R$ 4.000,00

  • 7% de taxa de juros ao ano

Faixa 3 (Novo ou usado) Renda até R$7.000,00

  • 8,16% de taxa de juros ao ano

Simulador do Minha Casa Minha Vida

Para quem deseja ter uma noção de quanto seriam as parcelas caso fosse contemplado no programa de acordo com as condições financeiras da família, até mesmo para ver se realmente vale a pena participar do programa, a Caixa disponibiliza um simulador do Minha Casa Minha Vida.

Através do simulador você consegue saber como seria o programa para você na vida real, as taxas e parcelas disponíveis. Basta você inserir alguns dados, escolher o seu imóvel, o meio de compra, e o programa te mostra como seria seu financiamento, para ter uma base das condições de pagamento. Aqui você uma noção da entrada a ser dada, das porcentagens e taxas, tudo de acordo com a sua renda familiar. 

Indicamos para todos que desejam participar do programa fazer essa simulação antes. Isso porque ela dá valores bem próximos do que você vai pagar na realidade. É a tecnologia trabalhando ao seu favor e economizando o seu tempo e esforço. 

Quem pode conseguir o Minha Casa Minha Vida?

É um programa que visa ajudar famílias carentes, que não tem condições de ter casa própria a sair do aluguel pagando parcelas justas e suaves. Qualquer pessoa pode participar desde que esteja dentro das faixas já exemplificadas acima e demonstrem interesse, que é um ponto essencial.

Outro detalhe importante é que o programa só abrange pessoas físicas. Pessoas jurídicas não tem direito e não é só a renda que é avaliada. É feito toda uma pesquisa para saber da real necessidade das famílias quanto ao programa.

Condições Especiais para Servidores Públicos?

Servidores públicos que estejam nas faixas do programa podem ganhar descontos ao participar do programa minha casa minha vida.  A entrada é em torno de 10% de acordo com o salário do servidor, as parcelas variam em valores que chegam a cerca de 30% do salário do servidor. Abaixo uma tabela com os principais documentos pedidos.

  • RG, CPF;
  • Comprovantes de endereço;
  • E os documentos do cônjuge se for o caso;
  • Certidão negativa de imóvel.
  • Certidão de nascimento;
  • Comprovante de renda.

Novas Regras do Minha Casa Minha Vida?

Com intuito de manter o Minha Casa Minha Vida em andamento e visando acabar com os muitos prejuízos causados pela antiga faixa 1 do programa que tem grande número de inadimplência o governo resolveu fazer algumas mudanças.

Alguns rumores de que o projeto vai acabar são mentira, na verdade o governo quer acabar com a faixa 1 e colocar outra alternativa no lugar. Logo, apesar do medo, o projeto não vai acabar por inteiro só sofrer mudanças. O projeto que está em votação prevê as seguintes alterações:

  • Pessoas que ganham até R$1.200,00 e residam em municípios de até 50 mil habitantes terão prioridade. O valor que vai ser disponibilizado pode ser usado em reformas, construções e compra de novos e usados.
  • Faixas 1,5 a 2 com renda entre R$1.800,00 a R$ 4.000,00, investimentos e subsídios que usam FGTS devem cair pela metade

Um outro projeto é a parceria com os municípios visando a doação de terrenos com intuito de reduzir o custo do projeto para a União. Outra mudança é que o governo arcava com 10% dos projetos habitacionais das faixas 1,5 e 2 e o resto era pago com recurso do FGTS, agora o governo não paga mais nada e o FGTS arca com tudo.

Previsão de números de habitações para 2021

No ano de 2021 a previsão é de baixa no programa. Isso porque a pandemia ainda assola o país e trouxe grandes prejuízos. A expectativa era de se ter redução de cerca de 50% do orçamento disponibilizado principalmente para as faixas 1,5 a 2. Com isso você nota que as prioridades do programa que no início priorizava essas faixas mudou.

Os subsídios do FGTS seriam reduzidos de 900 milhões para 450 milhões. O total de recurso para faixa 1 é de R$2,23 bilhões que permite a execução de 233 mil habitações que já estão em andamento. Agora com o novo cenário econômico esses números podem diminuir, pois outras áreas essenciais estão sendo priorizadas.

Como se inscrever no Programa Minha Casa Minha Vida?

Somente pessoas que não tenha imóveis no nome, ou financiamento em andamento, pode se inscrever. O interessado não pode ter participado de programas habitacionais seja a minha casa minha vida ou Casa Verde e Amarela.

É preciso que a pessoa se manifeste ou pessoalmente ou por meio da internet. Outro detalhe importante, é que a pessoa deve ter em mãos, ao fazer o cadastro, alguns documentos que vamos falar melhor mais à frente. Para os que trabalham por conta própria devem apresentar a guia do INSS e documentos para comprovação de renda.

O cadastro pode ser feito na Caixa, em prefeituras dos municípios parceiros, órgãos de assistência social que participem do programa. Depois do cadastro a pessoa deve esperar até que seja feito o sorteio e os responsáveis entrem em contato para cadastro e fechamento do contrato.

Cada faixa do programa realiza o cadastro em uma localidade, até para evitar aglomerações. Para pessoas que tenham renda familiar de até R$1.800,00 deve se dirigir até a prefeitura, já para renda até R$7000,00 dirigir a Caixa ou entidade organizadora.

Documentos Necessários para a inscrição do Sorteio de Casas

A pessoa que tem interesse no programa deve separar alguns documentos antes de se dirigir a uma unidade conveniada específica para a faixa em que ela se encontre. Os documentos são:

  • Documento de identidade e CPF;
  • Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • Comprovante de renda;
  • Declaração de imposto de Renda;
  • Extrato do seu FGTS atualizado
  • Ficha de cadastro habitacional

É muito importante que a pessoa tenha em mãos todos os documentos em vias de xerox e do documento verdadeiro, pois a falta de algum pode inviabilizar a inscrição.

Diferença entre o Minha Casa Minha Vida e o Casa Verde e Amarela

A principal diferença entre o Minha Casa Minha Vida e o Casa Verde e Amarela são as divisões dos grupos de financiamento. Diferente do programa que estamos falando neste artigo, o Casa Verde e Amarela não é definido por faixas, mas sim por grupos.

Grupo 1

Renda de até R$ 2 mil

Grupo 2

Renda entre R$ 2 mil e R$ 4 mil

Grupo 3

Renda entre R$ 4 mil e R$ 7 mil

Em relação aos benefícios, o novo programa do governo mantém a faixa de subsídios, o uso do FGTS e permite a composição de renda, para uma maior chance de aprovação.

Nossa Opinião sobre o Minha Casa Minha Vida

Após analisarmos atentamente todas as informações sobre o programa minha casa minha vida, inclusive as modificações que ele sofreu, chegamos à conclusão que ele é um programa bem interessante é que vale a pena.

Já ajudou muitas famílias a realizar o sonho da casa própria, possui taxas bem atrativas.

Não existe dúvidas que o minha casa minha vida é um dos principais programas que o governo federal já criou no nosso país. O mesmo transforma milhares de vidas a cada ano, dando possibilidade aos mais humildes de adquirir a casa própria.

Prêmio de Segurança do Trabalho Sinduscon-MG/Seconci-MG anuncia vencedores da 21a edição

Grupo Patrimar promove campanha do agasalho em BH e no Rio