Professores de BH decidem por manter greve

Foto: Sindbel

Os professores da rede municipal de educação infantil de Belo Horizonte estão em greve por tempo indeterminado. A principal reivindicação da classe é a melhoria salarial que depende da aprovação do Projeto de Lei 442/2017, que tramita na Câmara do Município. Segundo a proposta, os professores poderiam ter um ganho de até 15% no salário.



O movimento teve início na última segunda-feira (23) e duranter os protestos em frente à Prefeitura de Belo Horizonte, os professores manifestantes foram atacados pelo Batalhão de Operações Especiais (bope) e também pela Polícia Militar. Jatos de água, bombas de efeito moral, e srays de pimenta foram utilizados na ação.

anúncios

A greve se mantem por tempo inderteminado e na tarde desta quarta (23) os professores realizaram uma assembleia em frente à prefeitura. O resultado foi unanime e a greve será mantida. Em coro, os manifestantes cantam palavras de ordem como: “Ô Kalil, cadê os meus três mil?”.

Um abaixo-assinado com cerca de 5 mil assinatura dos pais exige um pedido de desculpas da prefeitura e do governo estadual, em razão do tratamento dispensado aos manifestantes.
Confira a situação do trâncito na região pelo Twitter da BH trans

Por Redacao

.

Concurso de melhor pizza de MG está com inscrições abertas

Encontro de motociclistas será neste sábado em BH