Novas hidrelétricas entram em operação comercial em Minas Gerais

Foto: Divulgação Cemig

Já estão em funcionamento, desde julho desse ano, as nove unidades que compõe o novo parque gerador da Guanhães Energia S.A. localizado no leste de Minas. O complexo é composto por quatro PCHs: Dores de Guanhães (14 MW), Senhora do Porto (12 MW) e Jacaré (9 MW), situadas em Dores de Guanhães, , e Fortuna II (9 MW), situada nas cidades de Virginópolis e Guanhães.

A Guanhães Energia, responsável pela implantação, exploração, operação e manutenção das PCHs, conta com a participação acionária de 49% da Cemig GT e de 51% da Light Energia S.A. Das noves unidades geradoras, duas estão instaladas na PCH Senhora do Porto, duas na PCH Dores de Guanhães, duas na PCH Jacaré e três na PCH Fortuna II.

De acordo com diretor de Geração e Transmissão da Cemig, Paulo Mota Henriques, com a entrada da segunda unidade da PCH Jacaré, última a iniciar a operação, a energia total gerada pelas usinas “será suficiente para abastecer em média 135 mil residências ou um município de 37 mil habitantes, como Matozinhos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. É um reforço na capacidade de geração da Cemig que vai beneficiar milhares de clientes da Região e aumentar a nossa capacidade de fornecer energia aos clientes”, informa o diretor.

Retomada dos investimentos

anúncios

A PCH Senhora do Porto é o primeiro empreendimento da Cemig em Minas Gerais na área de geração a entrar em operação desde 2010. Segundo o presidente da Cemig, Cledorvino Belini, essas PCHs reforçam o compromisso  da companhia em investir no estado.

“A usina vai gerar energia a partir de uma matriz renovável e sustentável – a água – e, com isso, vai colaborar para que seja evitado o acionamento de usinas térmicas, cuja geração é mais cara. Isso vai trazer economia aos consumidores”, destaca Belini.

Ainda segundo Cledorvino Belini, a Cemig GT integralizou R$ 268,8 milhões no projeto, valor proporcional a sua participação de 49% no empreendimento. “O investimento inclui, também, a construção de uma Subestação Integradora e 70 quilômetros de extensão de linhas de distribuição, para conectar as PCHs à Subestação Guanhães 2, que pertence à Cemig Distribuição”, completa o presidente.

Written by Redacao

.

Pista de patinação aterrissa em BH

Sábado tem evento gratuito de saúde e lazer na Praça da Assembleia