Natal no Shopping Minascasa tem exposições de presépio, arte sacra e mandalas

Mostra “Eco Presépio”, do artista plástico Oceano Cavalcante, apresenta materiais reciclados como estética principal das obras; artistas mineiras Kelly Milagres e Letícia Rodrigues expõem mandalas

A partir desta semana, em celebração ao Natal, o Shopping Minascasa sedia exposições de presépio, arte sacra e mandalas, que utilizam itens recicláveis e artesanais na confecção das obras. Na mostra “Eco Presépio, as peças são do artista plástico Oceano Cavalcante, que retrata santos, oratório e o grande destaque da data, um presépio, feitos com material reciclado. A exposição está disponível na loja 13, no corredor de serviços da av. Bernardo Vasconcelos, até o dia 6 de janeiro. Já as mandalas, confeccionadas pelas artistas mineiras Kelly Milagres e Letícia Rodrigues, ficam expostas na loja 36, também no corredor de serviços da av. Bernardo Vasconcelos. Para reforçar o espírito natalino, o Minascasa iluminou as palmeiras da alameda externa.

É utilizando papelão, garrafa PET, sacos de cimento, jornais e outros materiais que Oceano Cavalcante cria as obras da exposição “Eco Presépio”.  Recolhida nas ruas de Belo Horizonte, a matéria-prima passa por uma elaboração estética refinada e adquire um aspecto parecido com madeira, o que, muitas vezes, surpreende e impressiona o público. “As pessoas sempre me perguntam onde está a garrafa PET. Essa é uma forma de mostrar o que é possível fazer com o lixo; em uma época na qual vemos tantos problemas ambientais, é fundamental mudar nossa postura em relação àquilo que jogamos nas ruas todos os dias”, avalia o artista paraibano.

Segundo ele, as peças não utilizam nenhum tipo de tinta para criar os detalhes. “Procuro retirar do meio ambiente todo o meu material de trabalho; todas as cores são feitas com papel colorido”, revela. Cavalcante conta que sua principal referência artística é o legado deixado pelo mestre barroco Aleijadinho. “Me inspiro muito nele para criar algumas esculturas e, além disso, todo o meu trabalho traz releituras barrocas”, comenta. Com curadoria de Álvaro Paiva, a exposição é um convite para que as famílias conheçam de perto um pouco da arte sacra mineira.

Exposição de mandalas

anúncios

A exposição de mandalas tem como destaque as peças da mineira Letícia Rodrigues, natural de Betim, que são confeccionadas com palitos de madeira, lã, barbante e fios diversos, repletas de simbologias, das cores, dos números e da geometria. “Despertei para essa forma de expressão em um inevitável momento de impulso criativo, quando fui tocada pela profundidade, beleza, simplicidade e possibilidades de criação que a técnica de tecelagem proporciona”, explica Letícia. Segundo ela, as mandalas “Olho de Deus” são de origem da cultura dos índios Huicholes, do México.

“Acredito que a arte coloca o ser humano em contato com seu potencial, desenvolve habilidades e leva a descobertas expressivas na vida”, revela a artista. Além de criar as mandalas, Letícia Rodrigues ministra oficinas e workshops em todo o Brasil, ensinando essa arte decorativa, meditativa, simbólica e terapêutica. Para conhecer melhor o trabalho da artista, o público pode visitar a página no Instagram: @prisma_mandalas.

As peças da artista mineira Kelly Milagres, de Betim, também compõem a mostra de mandalas. A técnica principal das obras é a pirografia ou wood burning art, que é a arte de decorar madeira por meio de um objeto aquecido, conhecido como pirógrafo. Segundo ela, que é autodidata na técnica, ao variar o tipo de ponta usada, a temperatura ou a forma como o ferro é aplicado ao material, diferentes texturas e cores são criadas. “A geometria sagrada e as mandalas são as minhas principais fontes de inspiração. A palavra mandala significa círculo e seu formato sempre parte de um centro e se expande, sendo, assim, círculos de energia. Os desenhos têm representações com infinitas possibilidades”, explica.

Na decoração, Kelly revela que as mandalas podem compor a decoração de qualquer cômodo da casa. “Desde o hall, para conduzir boas energias às visitas, até em salas de estar e quartos, passando a sensação de bons fluidos e proteção àqueles que estão presentes no local.” Recentemente, a artista vem integrando elementos da natureza e pintura a óleo às obras. O trabalho de Kelly Milagres pode ser visitado na página do Instagram @circular.te.

As mostras reforçam o compromisso do Minascasa com a preservação ambiental e o fomento à cultura mineira. “O trabalho do Oceano está alinhado com os nossos valores. Promovemos diversas iniciativas no sentido de diminuir os danos ao meio ambiente, como é o caso do projeto Reciclar Minas, que instalou um ponto fixo de descarte de lixo eletrônico no shopping. Além disso, as peças resgatam um pouco da herança cultural do nosso estado”, destaca. “Sobre as mandalas, além de ser um trabalho belíssimo, é uma forma de homenagear os artesãos e valorizar esse trabalho manual que é tão rico e cheio de detalhes”, complementa.

Written by Helio Paulo

Mercantil do Brasil está entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil

Pandemia revela nova realidade para o mercado imobiliário