Mutação do vírus? Casos de Febre Amarela em pessoas vacinadas preocupam autoridades

Foto: Divulgação

O vírus da Febre Amarela tem preocupado os mineiros. Em todo o estado, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o número de morte já chega aos 96 e, pela primeira vez, pacientes com a vacina tomada, apresentaram resultado positivo para a doença. Um total de 11 casos.

Até o momento, os casos têm mediana de idade de 21 anos (7-47 anos), sendo a maioria do sexo masculino. Todos receberam uma dose da vacina de febre amarela entre 9 meses a 44 anos.

Minas Gerais tem 264 casos confirmados da doença. A média de idade dos infectados é de 48 anos.

anúncios

Diante dos casos, a Fundação Osvaldo Cruz, responsável pela fabricação das vacinas, lançou uma nota. Confira:

No contexto da missão de investigar temas científicos relevantes para a saúde pública brasileira, a Fiocruz realizou, em 2017, um estudo para acompanhar possíveis mudanças genéticas no vírus da febre amarela em circulação no país. Como resultado dessa análise, foram identificadas mutações no vírus”.



 

A própria comunicação realizada originalmente pela Fiocruz em 2017 já indicava textualmente que: “sobre um possível impacto para a vacina disponível, os pesquisadores explicam que o imunizante adotado atualmente protege contra genótipos diferentes do vírus, incluindo o sul americano e o africano. Além disso, as alterações detectadas no estudo não afetam as proteínas do envelope do vírus, que são centrais para o funcionamento da vacina”.

Por Redacao

.

Mulheres poderão ir ao mineirão gratuitamente na próxima quarta

Hoje é o dia mundial das doenças raras