MM Gerdau tem programação intensa em outubro

Programação de outubro do MM Gerdau inclui a participação da instituição na Exposibram 2021 e na 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, a promoção da Semana da Criança, com extensa programação voltada para o público infantil, além da realização do Baile da Bôta e do 8º Encontro de Colecionadores de Minerais, incluindo o lançamento do livro “Coleções: Minerais do Brasil” e bate-papo com os autores.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal preparou uma programação especial para o mês de outubro. Abrindo as atividades do mês, a instituição participa mais uma vez do maior evento do setor mineral brasileiro, a EXPOSIBRAM 2021 – Expo & Congresso Brasileiro de Mineração, realizado nos dias 05, 06 07/10 em formato virtual. Entre as ações estão a realização de visitas virtuais mediadas, possibilitando aos participantes conhecer o acervo do museu por meio de visitas temáticas, além de um tour pelas exposições virtuais permanentes como Diversidade Mineral, acompanhadas de informações científicas e curiosidades peculiares, O Brasil Precioso: a riqueza dos mineiras-gema, destacando a preciosidade das gemas brasileiras e Usina Wigg, apresentando a ruínas de uma das mais importantes e inovadoras usinas siderúrgicas e de beneficiamento de ferro do país, localizada em um sítio arqueológico, no distrito de Miguel Burnier, na região de Ouro Preto.

No dia 12/10, o museu inicia a Semana da Criança, com programação que inclui uma série de ações voltadas para os pequenos no projeto “Museu é lugar de brincar”. Entre os dias 12 e 14 de outubro, o canal de YouTube e as redes sociais do MM Gerdau exibirão a encenação “Cinco Pedrinhas”, uma esquete do grupo Coisa de Jerico. Realizada em formato digital em função da pandemia, será apresentada no formato de vídeo, com aproximadamente 3 min. de duração. O vídeo conta a história de duas hematitas já conhecidas, que rolaram lá do interior de Minas para os espaços do MM Gerdau. Um pouco entediadas em função de ficarem hermeticamente fechadas por um longo período em função da pandemia, elas aguardam ansiosamente por este momento, de encontro e brincadeiras com as crianças. O grupo Coisa de Jerico possui um trabalho dedicado à pesquisas de mediações teatralizadas em espaços museais, capacitação de educadores, propostas de intervenções em visitas mediadas e contações de histórias.

No dia 13/10, a equipe do setor Educativo do museu promove no site do MM Gerdau mais uma edição do ateliê científico, desta vez com o tema Brincadeiras na infância”. Inspirado no jogo das “cinco pedrinhas”, os educadores irão abordar a importância das brincadeiras e do brincar na formação dos sujeitos. Entendendo que o lúdico quando presente nos processos didático-pedagógicos, de crianças e adultos, provoca uma aprendizagem significativa e prazerosa, na qual o sentir e o experienciar são elementos inerentes aos processos educativos.

anúncios

Continuando a programação da Semana da Criança, no dia 14, às 19h, o público será convidado a acompanhar no YouTube do museu, a divertida visita virtual mediada “O Trem das Minas”. O roteiro, inteiramente criado para o público infantil, convida os visitantes a embarcarem em uma viagem que atravessa montanhas, rios e cidades, despertando o olhar para as pedras, pessoas e suas histórias. Cada paisagem percorrida por esta LoooucoMotiva abrirá caminhos para novas experiências e descobertas. Uma aventura fora dos trilhos! A visita é conduzida pelo Tetê, um personagem criado especialmente pelo Educativo do museu para receber o público durante este passeio.

Já no dia 16/10, com programação organizada pelo Teria Café?, o MM Gerdau recebe O Museu Tropical, inaugurando o brunch no Terraço. Esta primeira edição será embalada pela animação do Baile da Bôta, iniciativa que surgiu em Belo Horizonte com o intuito de celebrar os ritmos brasileiros, com destaque para os originários nas regiões norte e nordeste do país. A proposta é promover uma programação que começa com um brunch e termina com o Baile da Bôta, reunindo em todas a alegoria das festas tradicionais amazônicas, representadas pela figura folclórica do Bôto cor-de-rosa e a cultura dos paredões e bailes de brega do Pará. Além de unir a mistura da música mineira com a paraense, nordestina e latinoamericana, o baile tem a proposta de enaltecer os movimentos efervescentes da música eletrônica de periferia como o tecnobrega, o funk, bregafunk, eletromelody e bahia bass. O Baile da Bôta seguirá um formato bem performático, incluindo apresentações no palco, interações com drag queens, momentos de dança e humor e forte presença da cenografia para remontar toda essa potência folclórica que a festa carrega.

Entre os dias 26 e 30/10, o MM Gerdau participa da 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, a SNCT 2021. Realizada em formato on-line e presencial, a semana é reconhecida como o maior evento de popularização da ciência do país e um dos maiores do mundo. A SNCT é uma grande oportunidade para mostrar, de forma simples, divertida e didática, os avanços da ciência e os resultados do desenvolvimento tecnológico no Brasil e no mundo. O tema escolhido para esta edição é “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. A finalidade principal da semana é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de Ciência e Tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação. Ela possibilita, ainda, que a população conheça e discuta os resultados, a relevância e o impacto das pesquisas científicas e tecnológicas, além de suas aplicações. A realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia reúne a participação de universidades e instituições de pesquisa; escolas públicas e privadas; institutos de ensino tecnológico, centros e museus de C&T; entidades científicas e tecnológicas; fundações de apoio à pesquisa; parques ambientais, unidades de conservação, jardins botânicos e zoológicos; secretarias estaduais e municipais de C&T e de educação; empresas públicas e privadas; meios de comunicação; órgãos governamentais; ONGs, Museus e outras entidades da sociedade civil.

Nos dias 26 e 27/10, na programação da SNCT, um ser de outro planeta será o convidado ilustre do Educativo do MM Gerdau. Perspicaz e de língua afiada, Tetê fará um passeio pelo Museu mostrando ao público infantil informações sobre a importância da ciência e sua presença em nosso cotidiano.

A live “Inovações tecnológicas na Geologia”, com o pesquisador Tiago Duque, está marcada para o dia 28/10, às 19 horas, no YouTube do museu. A atividade será acessível em Libras e contará com mediação de Marina Andrade, coordenadora do programa CoMciência. O bate-papo faz parte da programação oferecida pelo museu para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Como especialista na área, Tiago Duque irá apresentar como e quais são os softwares GIS, drones, GPS e outras geotecnologias que podem otimizar atividades de campo, sejam elas para áreas ambientais, minerárias ou qualquer outra que necessite otimizar os processos relacionados à aquisição e processamento de dados espaciais. Para além de trabalhos de campo, o pesquisador falará sobre um processo de digitalização de minerais 3D, dando uma noção de quais são os caminhos que os colecionadores devem seguir caso desejem digitalizar suas coleções.

No dia 30/10, das 13h às 17h30, a Praça de Convivência do MM Gerdau recebe o 8º Encontro de Colecionadores de Minerais (adulto e mirim), evento que já faz parte do calendário dos colecionadores e apreciadores de minerais e também integra a programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O Museu receberá 18 colecionadores, entre adultos e crianças, que foram convidados a expor peças de sua coleção, tirar dúvidas dos curiosos e conversar com os interessados e apaixonados pelo universo dos minerais. O encontro é uma oportunidade de troca e venda de minerais para os colecionadores e interessados em possui um exemplar. Além disso, às 15h, o evento ainda contará com o lançamento do livro “Coleções: Minerais do Brasil”, com a participação dos autores Carlos Cornejo e Andrea Bartorelli. Eles irão conversar com o público presente sobre colecionismo de minerais.

Todos os eventos presenciais seguirão todos os protocolos de segurança do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, tais como limite de capacidade de pessoas por ambiente, distanciamento entre os presentes, uso de máscaras cobrindo nariz e boca, e uso de álcool para higienização das mãos.

Visitas Virtuais Mediadas

anúncios

Disponíveis todas as quartas, às 10h30 e quartas, quintas e sextas, 14h30.

O Educativo do MM Gerdau oferece Visitas Virtuais Mediadas para qualquer pessoa interessada em conhecer o acervo do museu ou visitar alguma exposição em cartaz na instituição. Com duração média de 50 minutos e traduzidas em Libras, as Visitas Virtuais Mediadas acontecem diretamente nos espaços expositivos do Museu e podem ser acompanhadas ao vivo pela plataforma Zoom.

As visitas também são abertas a grupos de pessoas (escolares ou não). O visitante pode escolher entre os quatro roteiros criados exclusivamente para a Visita Virtual Mediada:

  • Diversidade Mineral

Os minerais são substâncias inorgânicas de arranjo químico definido, que surgem naturalmente na crosta terrestre. Possuem propriedades e características que provocam a curiosidade e o encantamento em muitas pessoas, como formas, cores, brilhos e texturas singulares. Nosso acervo é composto por relevantes coleções de amostras minerais que representam a diversidade mineral existente em nosso planeta. Esta Visita Virtual Mediada tem o objetivo de apresentar algumas dessas amostras e discutir sobre as suas características, propriedades e curiosidades.

  • O Prédio Rosa
anúncios

Arquitetura, memória e patrimônio são os principais temas desta visita, que irá revelar as belezas arquitetônicas de um edifício histórico de 1897 e que, hoje, abriga o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal. Inaugurado junto com a capital mineira, o Prédio Rosa já foi Secretaria do Estado de Interior e, posteriormente, de Educação, passando por um meticuloso trabalho de restauro! O processo arquitetônico para a sua nova finalidade foi feito pelo renomado arquiteto Paulo Mendes da Rocha.

  • Trem das Minas (público infantil)

Um roteiro inteiramente criado para o público infantil. A proposta é convidar os visitantes os visitantes a embarcarem em uma viagem que atravessa montanhas, rios e cidades, despertando o olhar para as pedras, pessoas e suas histórias. Cada paisagem percorrida por esta LoooucoMotiva abrirá caminhos para novas experiências e descobertas. Uma aventura fora dos trilhos! A visita é conduzida pelo Tetê, um personagem criado especialmente para receber o público durante este passeio.

  • Vetor Vivo: corpo, aço e estruturas em movimento(últimos dias)

 

Inspirados na exposição “Vetor Vivo”, do arquiteto João Diniz, em cartaz no museu, o Educativo do MM Gerdau convida o público a fazer uma imersão virtual mediada pelos educadores na própria exposição, por meio de linhas que nos atravessam, sustentam e inspiram. Os pontos se interligam: arquitetura, arte, ciência e você! A partir de um olhar atento entre as estruturas que compõem nosso corpo, os minerais e prédios da cidade, a proposta deste roteiro é mostrar que encontramos vetores em tudo, e por que não vivos?

 

AÇÕES CULTURAIS

Todas as atividades culturais e educativas do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal são gratuitas. A programação completa está disponível no site www.mmgerdau.org e diversas atividades, assim como outros conteúdos educativos, estão disponíveis gratuitamente no canal do Youtube Oficial (https://www.youtube.com/watch?v=Qv9wh8j6hqM).

:: SOBRE O MM GERDAU O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal ::

|@mmgerdau |

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e cultura em transversalidade com o turismo. É um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 20 áreas expositivas, estão 44 exposições que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências.

O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, sede do Museu, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau. O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a expografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal é patrocinado pela Gerdau, via lei Federal de Incentivo à Cultura, com o apoio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

PROGRAMAÇÃO e INFORMAÇÕES COMPLETAS: www.mmgerdau.org.br

Programação MM Gerdau Outubro 2021

 

Visitas Virtuais Mediadas

Roteiros: Diversidade Mineral, Prédio Rosa, Trem das Minas e Exposição Vetor Vivo(Até 16/10)

Todas as quartas, 10h30

Quartas, quintas e sextas, 14h30.

Link: https://mmgerdau.org.br/visitas-virtuais-mediadas/

 

EXPOSIBRAM 2021 – Expo & Congresso Brasileiro de Mineração

 

05/10 – terça-feira

8h às 18h – Exposição: Diversidade Mineral – Espaço Virtual – Espaço Mineradores do Futuro

Destaque para a beleza dos minerais, acompanhada de informação científica e curiosidades peculiares.

Transmissão ao vivo: https://bit.ly/3zUGxam

 

10h30 – 11h30 – Visita Virtual Mediada à exposição “Diversidade Mineral” – Espaço Mineradores do Futuro –

Uma visita virtual pelo acervo mineralógico do MM Gerdau, suas características, propriedades e as curiosidades minerais existentes em nosso planeta.

Acessohttps://g.co/arts/LWc9ck1CFVMd3m9YA

 

06/10 – quarta-feira

 

8h às 18h – Exposição: Usina Wigg – Espaço Virtual – Espaço Mineradores do Futuro

Localizada num sítio arqueológico, no distrito de Miguel Burnier, na região de Ouro Preto, a Usina Wigg, construída no século 19, foi uma das mais importantes e inovadoras usinas siderúrgicas e de beneficiamento de ferro do país. A exposição organizada pelo MM Gerdau inaugura um olhar museológico para as ruínas da usina.

Acessohttps://usinawigg.mmgerdau.org.br/

 

10h30 às 11h30 – Visita Virtual Mediada “O Trem das Minas Piuííí” – Espaço Mineradores do Futuro

A proposta é convidar o público infantil a embarcar numa viagem que atravessa montanhas, rios e cidades, despertando o olhar para as pedras, pessoas e suas histórias. A visita é conduzida pelo Tetê, um personagem criado especialmente para receber o público durante este passeio.

Acesso para a visitahttps://bit.ly/3zUGxam

 

14h30 às 16h30 – Visita Virtual Mediada à exposição “Diversidade Mineral” – Espaço Mineradores do Futuro

Uma visita virtual pelo acervo mineralógico do MM Gerdau, suas características, propriedades e as curiosidades minerais existentes em nosso planeta.

Acesso para a visita: https://bit.ly/3wQyd9j

 

07/10 – quinta-feira

 

8h às 18h – Exposição Precioso: A Riqueza dos Minerais-Gema – Espaço Virtual – Espaço Mineradores do Futuro

O acervo destaca a preciosidade das gemas brasileiras

Acesso: https://g.co/arts/mrfiJbbWdkL1WdkJA

 

14h30 às 15h30 – Visita Virtual Mediada à exposição “Diversidade Mineral” – Espaço Mineradores do Futuro

Uma visita virtual pelo acervo mineralógico do MM Gerdau, suas características, propriedades e as curiosidades minerais existentes em nosso planeta.

Acesso para a visita: https://bit.ly/3wQyd9j

 

Programação completa da Exposibram 2021https://ibram.org.br/evento/exposibram-2021/

 

12 a 14/10 – Museu é lugar de brincar – Apresentação das encenações “Cinco Pedrinhas”, com o Grupo Coisa de Jerico – Semana da Criança

YouTube do MM Gerdau: https://www.youtube.com/user/MuseuMinasMetal

 

13/10 – quarta-feira – e-ducativo ateliê científico: brincadeiras na infância – Semana da Criança

Site do MM Gerdau: www.mmgerdau.org.br

 

14/10 – quinta-feira

19h – Visita Virtual Mediada ao vivo “O Trem das Minas” – Semana da Criança

Atividade acessível em Libras

YouTube do MM Gerdau: https://www.youtube.com/user/MuseuMinasMetal

 

16/10 – Museu Tropical

De 11h às 22h, sendo:

11h às às 14h – Brunch da Bôta, no Terraço do museu

Limitado a 30 pessoas

18h às 22h – Baile da Bôta, na Praça de Convivência do museu

Limitado a 60 pessoas

 

A retirada de ingressos (mesas para 4 ou 2 pessoas) é gratuita. Todas as pessoas deverão permanecer sentadas durante o evento. As experiências gastronômicas (brunch, chá e churrasco) custam R$35,00 por pessoa e incluem alimentação completa (bebidas serão cobradas à parte). A Teria Café Cafeteria funcionará normalmente no Piso Liberdade. O sistema de retirada de ingressos (reserva de mesas), bem como o sistema de consumo Cashless (mais seguro em relação à pandemia), será feito pela GoFree, uma startup parceira de BH

Informações e reservas: (31) 99694-5424

 

26 a 30/10 – MM Gerdau na 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

26 e 27/10 – terça e quarta-feira – Tetê Informa

Um passeio pelo Museu mostrando ao público infantil informações sobre a importância da ciência e sua presença em nosso cotidiano.

Nas redes sociais do MM Gerdau

 

28/10 – quinta-feira – 19h – Live: Inovações tecnológicas na Geologia, com o pesquisador Tiago Duque, e mediação de Marina Andrade, coordenadora do programa CoMciência(acessível em Libras)

Transmissão ao vivo no canal de YouTube do MM Gerdau: https://www.youtube.com/user/MuseuMinasMetal

 

Sobre o convidado: Tiago Duque é mestre em Ciências Naturais na área de concentração em Geologia Estrutural e Tectônica pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP e graduado em Engenharia Geológica pela mesma universidade. Foi professor no Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) na área de geologia e mineração e pesquisador em Geociências no Serviço Geológico do Brasil – SGB/CPRM. Atualmente, é P&D na TDMaps, empresa especializada no ensino de geotecnologias para trabalhos de campo.

 

30/10 – sábado – 8º Encontro de Colecionadores de Minerais (adulto e mirim)

Horário: de 13h às 17h30 – presencial, na Praça de Convivência do MM Gerdau

O Museu receberá 18 colecionadores, entre adultos e crianças, que foram convidados a expor peças de sua coleção, tirar dúvidas do público e conversar com os interessados a iniciar uma coleção de minerais. O encontro é uma oportunidade de troca e venda de minerais para colecionadores e interessados em adquirir um exemplar.

 

30/10 – sábado – Lançamento do livro “Coleções: Minerais do Brasil”, com a participação dos autores Carlos Cornejo e Andrea Bartorelli

Horário: 15h

Integrando a programação do 8º Encontro de Colecionadores de Minerais, o MM Gerdau recebe os autores Carlos Cornejo e Andrea Bartorelli para o lançamento oficial da publicação e bate-papo com o público.

Sobre os autores: Carlos Jesús Cornejo Chacón nasceu em Santiago do Chile em 29 de dezembro de 1961. Formou-se jornalista pela Universidade Católica do Chile, em 1984, e atuou como radialista e autor de reportagens. Em 1986, passou a residir em São Paulo. Trabalhou como repórter, fotógrafo, editor e produtor gráfico durante vários anos, colaborando com matérias e reportagens fotográficas para diversas publicações, tais como o jornal Folha de S.Paulo e as revistas Horizonte Geográfico e Eco Turismo. Realizou diversas exposições fotográficas, entre elas Cristais: Flores do Reino Mineral, Brasil: Jardim Mineral, Expedição Atacama: Viagem ao Deserto Mais Seco do Mundo, Ilha de Páscoa: a Terra dos Gigantes de Pedra e Ilhas dos Mares do Sul. Colecionador de minerais, conta com um acervo de mais de mil amostras, além de uma biblioteca especializada em mineralogia. Foi fundador e editor do Jornal das Pedras entre 1995 e 1998, publicando diversas matérias sobre mineralogia, gemologia, paleontologia e espeleologia. É membro titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

Andrea Bartorelli nasceu em São Paulo em 1941. Graduou-se em Geologia em 1965 e foi assistente do professor Viktor Leinz no Departamento de Geologia e Paleontologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo. Em 1969, obteve o mestrado em Geologia pela USP com a dissertação Reconhecimento Geológico da Parte Setentrional da Cordilheira Huallanca, Peru. A partir de 1970, passou a atuar como geólogo em empresas de projetos de engenharia, mineração e consultoria ambiental. Em 1997, defendeu tese de doutoramento na Universidade Estadual de São Paulo, intitulada As Principais Cachoeiras da Bacia do Paraná e sua Relação com Alinhamentos Tectônicos. Em 2006, criou o Museu de Minerais de Parati, Rio de Janeiro. Exposições: Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, MASP: Amazônia: Tapeçarias de Andrea Bartorelli, 1979; Minerais, Minérios e Gemas Brasileiras, 1984 (Associação Brasileira de Gemologia e Mineralogia / Departamento Nacional da Produção Mineral), e O Brasil dos Viajantes, 1994, onde atuou como colaborador científico de geociências. Museu de Geociências da USP: Reino Mineral: 1ª Exposição Coletiva (1996) e Águas-Marinhas Brasileiras (1997). Livros: A História da Mineração no Brasil. Consultor Técnico. Atlas Copco, 1989. Geologia do Continente Sul-Americano: Evolução da Obra de Fernando Flávio Marques de Almeida. Co-organizador e autor do capítulo VI. Petrobras / BECA. 2004. Sua coleção mineralógica consiste em cerca de mil amostras, na sua grande maioria de procedência brasileira.

 

Hospital Libertas: o mais novo empreendimento hospitalar da Fundação São Francisco Xavier que chega a BH com aporte de R$ 280 milhões e ampliação de sua operadora de saúde

Horto dos Buritis apresenta piscina natural e jardim inspirado em Burle Marx na CASACOR Minas