Marisa Monte faz única apresentação do Show Portas no Anfiteatro do Mineirão

A artista poderá ser vista no dia 16 de abril, às 21 horas e os ingressos já estão à venda

Em 2022, Portas se abrem para os fãs de Marisa Monte. Após concorridas apresentações da turnê “Portas” no Rio de Janeiro, em São Paulo, por dez cidades dos Estados Unidos e em Ribeirão Preto, a cantora e compositora desembarca com seu show na capital mineira no dia 16 de abril, sábado, às 21 horas, no Anfiteatro do Mineirão (Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – Bairro São Luiz).

Fotografia de Leo Aversa
[email protected]

Além das canções do novo álbum, como “Portas”, Quanto tempo, Praia vermelha, Déjà vu, Calma e Você não liga, o repertório do show destaca também momentos importantes da carreira de mais de três décadas de Marisa Monte, com músicas como Infinito particular, Beija eu, Ainda lembro, Eu sei, Já sei namorar e Bem que se quis, entre outras.

anúncios

Os ingressos estão à venda, por valores a partir de R$105,00, no site Eventim – https://www.eventim.com.br/event/marisa-monte-portas-tour-2022-estadio-mineirao-14501384/.

Com direção e concepção visual de Marisa Monte, Cláudio Torres e Batman Zavareze, no palco Marisa é acompanhada por Dadi (baixo, teclado e guitarra), Davi Moraes (guitarras), Pupillo (bateria), Pretinho da Serrinha (percussão, cavaquinho e voz), Chico Brown (teclado, guitarra, baixo e voz), Antonio Neves (trombone, adaptações e arranjos de metais), Eduardo Santanna (trompete e flugelhorn) e Lessa (flauta e sax).

Show Portas – Ficha Técnica

 

Direção e Concepção Visual

Claudio Torres

anúncios

Batman Zavareze

Marisa Monte

Direção de Arte

anúncios

Batman Zavareze

Desenvolvida a partir da série “Fundos” de Lúcia Koch

Caixa Cênica 

Claudio Torres

Projeto de Luz

Arthur Farinon

Juarez Farinon

Consultor de Imagem

Giovanni Bianco

Direção de Produção

Simon Fuller

Arranjos

Marisa Monte e Músicos

Músicos

Dadi: Baixo, Teclado e Guitarra

Davi Moraes: Guitarras

Pupillo: Bateria

Pretinho da Serrinha: Percussão, Cavaquinho e Voz

Chico Brown: Teclado, Guitarra, Baixo e Voz

Antonio Neves: Trombone, Adaptações e Arranjos de metais

Eduardo Santanna: Trompete e Flugelhorn

Lessa: Flauta e Sax

Figurino

Renata Correa

Direção Geral

Marisa Monte

Uma Realização

Phonomotor

Kappamakki

Orientações para a prevenção à Covid-19

Uso de máscara: obrigatório, cobrindo boca e nariz, durante todo o evento. Dispensada para crianças até 3 anos de idade, pessoas com deficiências que as impeçam de utilizar a máscara, conforme declaração médica, que poderá ser obtida por meio digital.

Anfiteatro: acesso somente mediante apresentação de comprovante da 2ª dose da vacina contra covid-19 ou do resultado negativo em teste do tipo RT-PCR, realizado até 48h antes do evento, ou teste rápido de antígeno, realizado até 24h antes do evento, acompanhados de documento com foto.

É necessário adquirir ingresso no site ou aplicativo da Eventim para todas as pessoas acima de 3 anos.

Recomenda-se chegar ao Mineirão com antecedência de 20 minutos para procedimentos de entrada ao prédio e deslocamento ao anfiteatro. Não é permitida a entrada após o início do show, não havendo troca ou reembolso do valor.

Meia entrada

 

O benefício de meia-entrada é intransferível. Será solicitada a comprovação do direito para acesso ao show. Da falta de comprovação pode decorrer a necessidade de complemento de valores, ou ainda, o não acesso do portador do ingressos ao show.

Possuem direito a meia entrada:

  • Pessoas com deficiência (PcD). Se o PcD necessitar de auxílio para locomoção, a meia-entrada também se estenderá ao seu acompanhante, sendo permitido apenas um acompanhante pagando meia entrada para cada PcD.
  • Adultos com idade igual ou superior a 60 anos.
  • Menores de 21 anos do Município de Belo Horizonte.
  • Estudantes do território nacional de instituições públicas ou particulares do ensino infantil, fundamental, médio, superior, especialização, pós-graduação, mestrado, doutorado, supletivo e técnico profissionalizante, presencial ou à distância.
  • Jovens de 15 a 29 anos pertencentes a famílias de baixa renda, desde que estejam inscritos, obrigatoriamente, no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CADÚNICO), e cuja renda mensal seja de até 02 (dois) salários mínimos.

Por Redacao

.

Novo romance da escritora best-seller da Amazon, Mari Cardoso, exalta a força feminina sem romantizar a exaustão

48º Festival Sesc Melhores Filmes: “Chorão: Marginal Alado” vence na categoria Melhor Documentário