Guima celebra o Dia Nacional do Café em desfile pelos 130 anos da cidade de Patos de Minas

Empresa, que tem uma das fazendas no município, representou o desenvolvimento na cafeicultura, desfilando juntamente com estudantes e colaboradores da Escola Municipal Professor Aristides Memória



Além de comemorar o Dia Nacional do Café neste 24 de maio, o Guima Café celebrou os 130 anos da cidade de Patos de Minas, Região do Cerrado Mineiro, no Alto Paranaíba, onde está localizada uma de suas fazendas, a Brasis. O Guima, na figura de sua COO, Lucimar Silva, foi convidado a participar das comemorações de aniversário da cidade, apoiando o desfile estudantil e cívico-militar, ao lado de estudantes da Escola Municipal Professor Aristides Memória, o CAIC.

anúncios

O desfile integrou as atividades de celebração do aniversário da cidade de Patos de Minas, que tem 155 mil habitantes e é também conhecida como Capital do Milho, sendo realizado na Avenida Getúlio Vargas, Centro da cidade, na manhã desta terça-feira.

O CAIC, sob a direção de Marina Santos, atende hoje 750 alunos de Patos de Minas  e parte deles, ao lado de professores, participou do desfile, contando, por meio de vários blocos, a história do desenvolvimento da agricultura na região. No bloco Sabores e Cores, as crianças e jovens lembraram o professor Moacir de Novaes, que fez história na cidade. No bloco Revolução Verde, a escola mencionou a incorporação de inovações tecnológicas na lavoura. Em seguida, os alunos homenagearam José Ribeiro e Antônio Secundino de São José, que tiveram papel relevante na cultura do milho no município, reconhecido pela Festa Nacional do Milho, que teve sua primeira edição, em 1956, lembrada com carinho no desfile.

 

Na sequência, veio o bloco que representou a empresa Sementes Ribeiral, que na década de 1970 deu início a um processo de transformação do culto de grãos na região. O bloco seguinte fez menção à Fazenda Sertãozinho, que nas décadas de 1940 e 1950 se tornou referência na produção do trigo. Em seguida, veio a soja, importante pela economia local e, logo após, o café, cujo desenvolvimento de sua

 

cultura é muito forte na região e teve como destaque o Guima Café, que tem como objetivo a busca incessante pelo equilíbrio econômico, social e ambiental com seu olhar detalhista e inovador. Por fim, a homenagem foi feita aos gaúchos que chegaram à região na década de 1970, com destaque para Inácio Urban, do Grupo Farroupilha, e Décio Bruxel, da DB.

 

Segundo Lucimar Silva, a participação foi uma honra para o Guima Café. “Ficamos muito felizes pelo convite, desfilando nos blocos 8 e 9, com o tema Agricultura Sustentável. Foi emocionante para nós poder representar a cafeicultura da região numa data tão importante para todos nós, produtores, e celebrarmos a cidade de Patos no dia do seu aniversário. O apoio à cultura e à educação faz parte do nosso negócio”, disse Lucimar.

anúncios

O desfile contou com a participação de outras escolas do município, cuja administração está a cargo do prefeito Luís Eduardo Falcão Ferreira, e a rede municipal de educação sob o comando da secretária Sônia Silveira.


Sobre o Guima Café

Produzido nas fazendas São Lourenço e Brasis, nos municípios de Patos de Minas e Varjão de Minas, na Região do Cerrado Mineiro, no Alto Paranaíba (MG), o Guima Café é do tipo arábica. Nossas lavouras estão entre planícies e vales com altitude média de 1.000 metros e somam 1.300 hectares, sendo 700ha de café plantado. Com capacidade de produção anual de 35 mil sacas, sendo 70% da produção de café
especial, temos o selo de denominação de origem Região do Cerrado Mineiro, que indica a qualidade do nosso produto. Somos Certificados pela RainForest Alliance desde 2008, além do Certifica Minas, AAA e Café Practices e, recentemente, iniciamos
o processo de implantação nas lavouras da Cafeicultura Regenerativa, que visa manter os solos vivos e a saudabilidade de todo o ecossistema.

O que você precisa saber sobre congelamento de óvulos, a técnica revolucionária da medicina reprodutiva

Mob Fenda anuncia shows gratuitos em Belo Horizonte