Grupo Lafaete investe R$ 8 milhões para comercializar casas e estabelecimentos comerciais em estrutura pré-fabricada

Técnica utilizada permite construção de residências ou estabelecimentos comerciais de médio e alto padrão; montagem da estrutura em aço galvanizado levará apenas três dias para ser concluída

Casa pré-fabricada Lafaete – Foto: divulgação

Economia, redução de resíduos e praticidade são apenas alguns dos fatores que têm motivado a adoção de estruturas modulares na construção civil. Para atender à demanda crescente do mercado, a CMC Módulos Construtivos, empresa do Grupo Lafaete, oferece ao mercado mais uma novidade: residências e estabelecimentos comerciais, de médio e alto padrão, pré-fabricados em aço galvanizado. A novidade, que já começa a ser comercializada a partir deste ano, possibilita a montagem da estrutura em apenas três dias.

O investimento foi de R$ 8 milhões, destinados à compra de maquinários, contratação de novos funcionários, custo de desenvolvimento e infraestrutura fabril. Para apresentar a novidade ao mercado, a CMC Módulos Construtivos desenvolveu um protótipo, que tem, aproximadamente, 150 metros quadrados e dois andares. Instalada na fábrica de Mirassol, em São Paulo, a estrutura automatiza módulos em 2D e 3D, por meio do sistema Light Steel Frame (estrutura de aço leve).

A estrutura já sai pronta da fábrica e é montada pela equipe no próprio local da edificação. Segundo o diretor de Operações do Grupo Lafaete, Edison Tateishi, a modularização em steel frame é feita sob medida para o cliente. “Cada peça é produzida de acordo com as medidas definidas previamente no projeto arquitetônico, seguindo a demanda de cada cliente. Desenvolvemos algo que permite ganho de tempo para as empresas, mas com valores compatíveis com a alvenaria convencional”, explica.

anúncios
Casa pré-fabricada Lafaete – Foto: divulgação

Ele explica que imóveis como estes já são utilizados em países como Japão e Canadá. “Para quem olha parece uma casa comum, mas temos uma estrutura mais leve do que as convencionais e não perde em segurança, evitando também problemas com mofo ou proliferação de fungos pela umidade”, complementa Tateishi. Entre os principais benefícios da estrutura pré-fabricada estão a velocidade de execução da obra, redução de desperdício de materiais e a precisão dimensional. “Além disso, é sustentável, pois o projeto utiliza o aço galvanizado 100% reciclável, não utiliza água durante a construção, gera muito menos resíduos e economiza energia na utilização do imóvel”, declara o diretor de Operações.

A técnica, explica ele, foi desenvolvida levando em consideração a realidade brasileira. “Fizemos todo um estudo de patologias do sistema, avaliando o que deu certo e o que deu errado em outros empreendimentos. Também avaliamos o que é compatível ou não com as características do nosso país. O projeto leva em consideração nosso clima, que é mais úmido do que outros países, e também customizações próprias da nossa cultura, como o hábito de lavar o chão da casa com balde de água, por exemplo”, complementa.

O projeto, desenvolvido em conjunto com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), envolveu anos de pesquisa e parcerias com instituições sólidas, como a Universidade de Alberta e a Universidade de São Paulo (USP). A novidade reforça o constante investimento da Lafaete em inovação. “O projeto foi feito para ser montado rapidamente, mas planejado com bastante calma”, afirma Tateishi.

 

Written by Helio Paulo

Receitas que contam histórias

Primeira liquidação do ano do Shopping Minascasa começa nesta semana