Exposição com Grafites permanece até outubro na capital

Foto: Divulgação

Até o próximo dia 28 de outubro, Belo Horizonte recebe uma exposição com sete artistas que foram convidados a ocupar o espaço expositivo – Denis Leroy, Hyper, Goma, Gud, Sérgio Ilídio, Wanatta Rodrigues e Mujer (a única grafiteira do grupo). As obras serão feitas diretamente nas paredes da galeria Arlinda Corrêa de Lima.



A novidade possibilita ao público uma relação diferente com uma prática artística marcada pelas relações urbanas de velocidade e efemeridade, trazendo os conceitos para um espaço contemplativo e livre de outras interferências visuais.

+Exposição Coleção Jorge Santos permanece até setembro na Capital

+Projeto de contação de histórias “Era Uma Vez” recebe Daniela Oliveira, no próximo domingo

Buscando instigar a diferença entre passar andando por um mural e se deslocar especificamente a um lugar para percebê-lo, assim como a durabilidade das obras – que na rua, estão sujeitas à cobertura de outras pinturas –, a exposição Murro reforça a “troca de lugares” do grafite e dialoga com o público sobre o seu lugar nas Artes Visuais.

Potente enquanto uma técnica e linguagem visual, que em nada difere de pintura, fotografia ou performance, o grafite mineiro passa a obter destaque não só nas ruas, mas sobre as paredes de uma galeria do Palácio das Artes.

Informações

Exposição 

Data e horário de abertura: 11 de agosto, às 14h

Período expositivo: 14 de agosto a 28 de outubro de 2018

Local: Galeria Arlinda Corrêa Lima

Endereço: Av. Afonso Pena, 737

Horário: De terça-feira a sábado, das 9h às 21h; domingos, das 16h às 21h

Entrada gratuita

Written by Iolanda Pedrosa

.

Exposição Coleção Jorge Santos permanece até setembro na Capital

Em busca de emprego? Entregue seu currículo para 20 empresas na próxima quarta em BH