Embaré marca presença em feiras do mercado mundial de alimentos na Alemanha e nos Emirados Árabes

Marca mineira atualmente vende caramelos para 44 países; previsão é exportar 4,2 mil toneladas em 2020


Os caramelos da Embaré fazem parte da infância de muitas gerações de brasileiros. Mas o que muitos não sabem é que a guloseima é famosa em todo o mundo.  Há 84 anos no mercado, a companhia de origem mineira exporta a iguaria para 44 países dos cinco continentes.  


De acordo com os números fornecidos pela Embaré, em 2019, foram exportadas mais de 3,3 mil toneladas de caramelos, o que movimentou cerca de R$ 22,7 milhões de reais. A expectativa para 2020 é que o número de exportações chegue a 4,2 mil toneladas da guloseima.

Divulgação Embaré

Dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) apontam que o Brasil representa o 6º lugar da lista de países com o maior volume de venda no varejo de Confeitos de Açúcar e Goma de Mascar. No último ano, o país exportou cerca de 88 mil toneladas de doces para mais de 137 países, tendo como principais destinos Estados Unidos, Paraguai e Argentina.

Para apresentar o portfólio de produtos e ampliar a participação no mercado, agora em fevereiro, a empresa marca presença em duas renomadas feiras internacionais. Uma delas é a maior feira de doces e biscoitos do mundo, a ISM, realizada na cidade de Colônia, na Alemanha, de 2 a 05/02. A outra é a Gulfood, maior feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio, que ocorre em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, de 16 a 20/02. Em 2020, como parte de sua estratégia a Embaré também participará de outros eventos importantes no mercado mundial de alimentos,  e estará presente na Sweets & Snacks, em Chicago (EUA); na Yummex, referência para a indústria de doces e snacks no Oriente Médio; e na Sial, feira internacional da indústria alimentícia realizada em Paris, na França.

De acordo com o Gerente da Divisão de Exportação da Embaré, Felipe Antunes, “as feiras são uma oportunidade de apresentar os produtos, as novidades, manter contato com profissionais do mercado e conquistar possíveis clientes”. Felipe ainda ressaltou a importância da área para a companhia. “Desde sua criação, em 1975, o setor de exportações possui um papel estratégico dentro da Embaré, representando 30% de todo o volume de caramelo que produzimos. Além dos resultados financeiros, outro ponto positivo da Divisão de Exportação é o contato com o mercado externo, que nos dá a chance de conhecer novas tecnologias e tendências de mercado, deixando a empresa um passo a frente de nossos concorrentes, principalmente no que tange ao desenvolvimento de novos produtos”, comenta Felipe Antunes.

Written by Helio Paulo

Condomínio “Quintas da Terra Viva” da PHV Engenharia oferece acesso direto ao Lago de Furnas e vista deslumbrante

Games e fones cada vez mais tecnológicos podem ser ameaça à audição