Elisa Gatti cria música em homenagem ao Dia Mundial da Prematuridade

Cantora e compositora emprestou seu talento para falar da força pela vida dos bebês prematuros

A espera de um filho é sempre um momento especial para as famílias. Desde a descoberta da gravidez, mamães e papais percebem como o sentimento de amor é ressignificado e ganha uma potência nunca imaginada. Mas, mesmo com todos os cuidados, alguns bebês chegam antes do previsto e lutando pela vida desde o primeiro dia. Para disseminar informações e conhecimento sobre o assunto, foi estabelecido o Dia Mundial da Prematuridade, comemorado hoje, dia 17 de novembro.

No Brasil, de acordo com a OMS, cerca de 340 mil bebês nascem antes dos 37 meses de gestação e para dar mais luz ao tema, este ano a cantora e compositora Elisa Gatti, criadora do projeto “Mãe Musical”, se uniu com a ONG Prematuridade.com e compôs a canção “Hino dos Prematuros” que fala, com delicadeza e sensibilidade, da luta e evolução desses recém-nascidos e suas famílias, que mesmo sem poder envolver nos braços, transmitem o carinho e afeto pelo olhar e no toque delicado com as pontas dos dedos. Para a faixa, também foi produzido um vídeo com fotos emocionantes que mostram os primeiros dias de vida desses pequenos guerreiros e sua evolução ao longo das semanas, meses e anos.

Elisa se tornou mãe em 2019 e as experiências da gravidez e maternidade trouxerem também uma grande inspiração em dedicar o seu talento para criar música pop para crianças e cuidadores. Nasceu assim, o Mãe Musical. Através dessa imersão no mundo dos pequenos, a artistas conheceu também o trabalho da ONG Prematuridade.com, única instituição do País de apoio aos bebês prematuros e suas famílias e com isso a ideia da parceria para essa data tão importante: “Fico realmente comovida em ajudar nesse a dar visibilidade a esse assunto tão relevante. Queremos que as mamães tenham informação sobre formas de prevenção, importância do pré-natal e também como lidar no caso de parto prematuro. Precisamos fortalecer essas conversas, pois muitos casos poderiam ser facilmente evitados”

O parto prematuro pode ocorrer por diversos problemas e alguns dos mais comuns são patologias maternas como hipertensão arterial, diabetes, infecção urinária, ruptura prematura da bolsa amniótica, gestação gemelar, doenças infeciosas sexualmente transmissíveis. Todas elas podem ser evitadas com métodos de prevenção e/ou minimizadas com o acompanhamento correto e pré-natal. Prematuros podem sofrer com sequelas como paralisia cerebral, cegueira, surdez, dificuldades de aprendizagem e problemas de comportamento como transtorno de déficit de atenção.

anúncios

Assista o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=1VQgOkbLLYs

Written by Redacao

.

Thales e Damen vão construir Fragata Alemã do Futuro MKS 180

CMEs no epicentro da produção hospitalar