DOCUMENTÁRIO SOBRE A TRANSFORMAÇÃO DA CASA DO BAILE EM ESPAÇO MUSEAL É DESTAQUE NO PAMPULHA TERRITÓRIO MUSEUS

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e o Instituto Periférico apresentam o documentário “Casa Museu”, atividade educativa da Casa do Baile – Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design. A atividade é integrante da programação do Pampulha Território Museus. Através do filme, o público poderá conhecer dois importantes momentos históricos da Casa, em que se imaginou um uso diferente do projeto original dos anos 1940. A ideia dessas iniciativas era transformar o edifício, que inicialmente foi pensado para ser um restaurante dançante, em um museu. Esta ação é um desdobramento do processo de pesquisa realizado pelo educativo da Casa do Baile. O lançamento do documentário integra as atividades dos museus públicos municipais de Belo Horizonte na Semana Nacional de Museus, realizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O vídeo estará disponível no site www.pampulhaterritoriomuseus.com.br, no dia 22 de maio, às 14h.

 

Na primeira parte do minidocumentário é enfatizado o período do início dos anos 1980, em que a Casa estava sem um uso definido e com perdas no projeto original de arquitetura e paisagismo.Diante desse cenário, o artista José Alberto Nemer, o museólogo francês Pierre Catel e o arquiteto Oscar Niemeyer se reúnem para elaborar um projeto que transformaria a Casa numa espécie de “Pequeno Museu Redondo”.

anúncios

 

Na segunda parte são apresentados os depoimentos de Priscila Freire e Flávio Carsalade, que juntos a outros nomes e ao próprio Oscar Niemeyer, participaram da Comissão Consultiva da Casa do Baile, em 1998, cujo objetivo era redefinir a vocação do espaço, que se transformou no Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design, em 2002.

 

A atividade é gratuita, virtual e foi produzida respeitando todos os protocolos de prevenção à Covid-19.

 

O Pampulha Território Museus é uma realização da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e do Instituto Periférico.

 

A CASA DO BAILE

anúncios

A Casa do Baile – Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design integra o Conjunto Moderno da Pampulha, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, idealizado por Juscelino Kubitschek e projetado por Oscar Niemeyer na década de 1940. A função original do espaço era ser um pequeno restaurante dançante, de uso mais popular. A fim de garantir sua preservação e requalificar seu uso, desde 2002 funciona como Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design. A Casa do Baile produz e abriga exposições, publicações, mostras, seminários, encontros e ações educativas relacionados aos temas de sua vocação museal.

 

SOBRE O PAMPULHA TERRITÓRIO MUSEUS

O Museu de Arte da Pampulha – MAP e a Casa do Baile são reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, e o Museu Casa Kubitschek é um importante ícone da arquitetura residencial modernista. Os três são unidades museais presentes na paisagem cultural do Conjunto Moderno da Pampulha. Ao reconhecer sua importância e representatividade para Belo Horizonte, o “Pampulha Território Museus”, lançado em dezembro de 2020, busca promover cada um desses espaços, valorizando suas vocações museológicas e sua relação com a cidade. Por meio da parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e a OSC Instituto Periférico, selecionada por meio de edital, os museus recebem uma programação cultural inovadora, com exposições, atividades culturais e educativas, estimulando a participação ativa dos cidadãos. Até dezembro de 2021, a iniciativa realizará 3 exposições, 20 atividades culturais, 48 atividades educativas, 10 projetos de design e 3 publicações.

Por Redacao

.

Governo de Minas Gerais lança o programa Luz no Patrimônio

Pacote Jalapão por R$ 1799 escolha entre 2022 e 2023 com Aéreo + Hospedagem + Transfer + Passeios Menor preço garantido