Colégio Santo Agostinho e MM Gerdau Museu das Minas e do Metal promovem a exposição “meu retrato brasileiro”

Poesias produzidas por alunos que retratam a identidade do povo brasileiro a partir dos valores: empatia e solidariedade

A Sociedade de Poetas Vivos (Colégio Santo Agostinho – Nova Lima) e o Educativo do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal realizam, de 03/12 a 15/12, a exposição de poesias de alunos do Colégio Santo Agostinho “Meu retrato brasileiro: poesia e reflexão a partir do legado da formação da nossa gente”, que pode ser vista durante o horário de funcionamento do Museu.

O Brasil é um território plural. Inúmeras crenças, etnias, sotaques, cultura, cores se misturam entre o Oiapoque e o Chuí. Entretanto, desde o início da colonização, o preconceito e a intolerância saíram da toca e vêm assombrando o país, que parece ter desaprendido a conviver com quem pensa diferente.

Tais pensamentos sobre isso saem das ruas e dos lares para ocupar a cabeça das crianças, que muitas vezes apenas repetem o que ouvem. É na escola, portanto, que o contato com as diferenças se evidencia e torna-se um elemento importante no seu amadurecimento. Por isso, para juntar as forças e reforçar valores de pluralidade, empatia, tolerância e respeito no ambiente escolar, a parceria entre essas duas instituições trouxe a possibilidade de conexão, visando novas perspectivas para todos, num exercício de ampliar nossa sensibilidade à pluralidade do Brasil, diferentemente de pensar a nossa história como narrativa única.

A exposição interativa é fruto do trabalho desenvolvido junto aos alunos do 4º ano do Fundamental. “Trabalhamos, em conjunto, o gênero textual e sentimentos que podem estar por trás da poesia. Afinal, a poesia por si só é fundamental. Mas entender o contexto é orgânico. Sabemos que a história da humanidade é instrumento de conscientização. Quando sabemos também o que os homens foram e fizeram, compreendemos o que podemos ser e fazer. Além disso, quando a gente conhece o outro, aprendemos a admirar e a respeitar exercitando a alteridade. O que precisamos regatar no cotidiano”, reflete as coordenadoras da SPV.

anúncios

O trabalho é guiado pela aproximação das crianças e estimula a busca delas por notáveis ou anônimos poetas. E, este ano, o poema concreto teve destaque. “Marcamos um encontro mensal e pedíamos para os alunos sentarem em um banquinho para recitar uma poesia de livre escolha. Com o passar do tempo, a adesão ao movimento se torna crescente quando é ressaltado o saber ouvir, apreciar o esforço de alguém, colaborar, trocar informações. Vencer suas barreiras para fazer, recitar ou ler”, conta as coordenadoras.

Para incentivar as reflexões e produções literárias desenvolvidas no âmbito escolar os alunos visitaram o Museu das Minas e do Metal  e participaram de visitas mediadas e dinâmicas construídas a partir da abordagem descolonizadora do  pensamento, não somente a respeito dos assuntos da mineração, mas tornando visível, o que é invisibilizado, mostrando outras faces da construção da história do Brasil e da constituição de sua gente.

Serviço: Exposição Meu Retrato Brasileiro – Poesia e reflexão a partir do legado da formação da nossa gente
Data: 3 a 15 de dezembro
Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal – Praça da Liberdade, s/nº
(Prédio Rosa)
Horário: Terça a domingo (12h às 18h)  -Quinta-feira ( 12h às 22h)
Entrada gratuita

 

Divulgação

 

Written by Helio Paulo

É amanhã: Lojas do Pátio Savassi trarão promoções incríveis para a BLACK FRIDAY

Colégio Santo Agostinho patrocina Techstars Startup Weekend Education e alunos formarão time para criação de projeto