CIRCUITO LIBERDADE RECEBE O FESTIVAL MINAS NO PLURAL LITERÁRIA

A primeira edição do evento é inteiramente gratuita e busca promover a inclusão e a acessibilidade de pessoas com deficiência

Entre os dias 11 e 14 de agosto, o Circuito Liberdade recebe o Festival Minas no Plural Literária. Com o compromisso de partilhar diferentes narrativas e descobertas, a programação do evento, entre outras ações, conta com seminário, palestras, feira de publicações independentes, exposição e apresentações artísticas, além de oferecer atividades de criação, edição e circulação de livros; reflexões sobre a literatura, as artes e o conhecimento científico. Todas as ações do festival são gratuitas e abertas ao público. O projeto é uma realização do Instituto Periférico, com patrocínio da Gerdau. Para conferir a programação completa, basta acessar www.institutoperiferico.org/minasnoplural.

A primeira edição do evento é especialmente dedicada a promover a inclusão e a acessibilidade de pessoas com deficiência, principalmente no campo da leitura, e a valorização de autores e artistas mineiros, como o escritor belo-horizontino Wander Piroli, que será homenageado com uma exposição bibliográfica sobre sua obra.

anúncios

A discussão sobre o acesso de pessoas com deficiências a espaços e equipamentos culturais, em especial aqueles voltados para a leitura, é uma das pautas de destaque do “Seminário Minas no Plural: as histórias de muitas pessoas, no horizonte de todas”, que acontece no dia 12 de agosto,  no Circuito Liberdade| Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, de forma híbrida.

No dia 13 de agosto, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, também integrante do Circuito Liberdade, receberá três ações do Minas no Plural: às 14h, “Acessos/Excetos: a publicação de livros acessíveis”, com Júlia Gonçalves da Silveira e Marcos Roberto; das 14 às 15h, “Histórias Marmorizadas”, oficina voltada para o público infantil, com Bruna Lubambo; e, às 16h, “Sarau Madrinha Lua”, com participações de Adriane Garcia, Amanda Ribeiro e Ana Elisa Ribeiro.

A iniciativa ressalta o compromisso do Minas no Plural Literária com a acessibilidade. O festival conta com recursos de acessibilidade, cuidadosamente pensados para o atendimento deste público, observadas as necessidades específicas de cada um.

Entre as atividades que constituem a programação do evento, o projeto inclui nomes como Mariana Rosa, Fabrício Marques, Carolina Fedatto, Carla Mauch, Brisa Marques, José Falero e Miriam Alves, além de muitos outros.

anúncios

 

A presidente do Instituto Periférico, Gabriela Santoro, destaca que o Minas no Plural Literária é um festival muito importante e relevante para o calendário cultural do estado. “O projeto é  composto de atividades diversificadas, com o intuito de democratizar o acesso à leitura e à informação, promovendo a inclusão, a cidadania e a representatividade, por meio de diversas atividades culturais. Um dos nossos grandes objetivos é promover o acesso das pessoas deficientes aos espaços de fomento à leitura, além de fortalecer a relação de equipamentos culturais com a comunidade e artistas locais”.

SEMINÁRIO

anúncios

Uma das atrações do evento é o “Seminário Minas no Plural: as histórias de muitas pessoas, no horizonte de todas”. A atividade acontece presencialmente no dia 12 de agosto, das 9h às 18h, no Circuito Liberdade| Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, e também com transmissão on-line. A ação  é um convite à reflexão e a trocas de experiências sobre acessibilidade em bibliotecas e equipamentos culturais. As inscrições, gratuitas, estão abertas e podem ser feitas pelo link bityli.com/iewBQo.

EXPOSIÇÃO WANDER PIROLI

A exposição “Wander Piroli: inventor do que existe” é uma mostra bibliográfica e afetiva da obra do escritor que fez de sua vivência no bairro Lagoinha, em Belo Horizonte, matéria literária. Composta por livros, fotografias, dados biográficos e textos literários, a mostra conta com a curadoria de Carolina Fedatto e projeto expográfico do coletivo de arquitetos Micrópolis, e será exibida de 11 de agosto a 28 de outubro, no Circuito Liberdade, na galeria Paulo Campos Guimarães,  localizada na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.

CIRCUITO LIBERDADE

O Circuito Liberdade é a casa da primeira edição do Festival Minas no Plural Literária. O conjunto está localizado na região central de Belo Horizonte e é composto por 33 instituições, que permeiam diferentes aspectos do universo cultural e artístico, assim como da economia criativa. Em comum, os equipamentos da zona cultural buscam explorar e valorizar a diversidade de manifestações culturais, tudo isso em uma área de enorme valor simbólico e histórico de Belo Horizonte.

MM GERDAU – MUSEU DAS MINAS E DO METAL

Aberto ao público desde 22 de junho de 2010, o MM Gerdau se consolidou como uma instituição reconhecida no setor cultural do país. Já são mais de 1 milhão e 325 mil pessoas que visitaram o Museu neste período, com acesso gratuito e informações acessíveis sobre os patrimônios cultural e geológico de Minas Gerais e do Brasil.

Ele abriga importante patrimônio geológico do país, oriundo do extinto museu municipal “Museu de Mineralogia Professor Djalma Guimarães”, com cerca de 4 mil amostras minerais, além de duas coleções particulares, de dois renomados e já falecidos colecionadores, Manfredo Kayser e Luiz Menezes, com cerca de 1,5 mil amostras minerais brasileiras.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal possui patrocínio direto da Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. O Museu está localizado no Prédio Rosa, na Praça da Liberdade, que em 2022 completa 125 anos de sua construção.

 

SERVIÇO – FESTIVAL MINAS NO PLURAL LITERÁRIA

Data: 11 a 14 de agosto de 2022

Local: Espaços do Circuito Liberdade

Por Redacao

.

Rastapé no Festival da Canção de Mariana

Próxima edição do Mommys Night Out será no dia 10 de agosto em BH