Chef Jucélia da Costa Manso indica receita para o Natal e reassume casa em dezembro

Rancho Zig Zag o melhor para o final de ano

O melhor lugar para o natal e revellion no Rancho Zig Zag

 

Passeando pela área rural entre Santo Antonio do Pinhal e Campos do Jordão, uma descoberta daquelas que pode tornar seu dia inesquecível. No Lageado, conhecido pela cachoeira famosa que leva o nome do bairro, vale uma parada no Rancho Zig Zag.

anúncios

A propriedade começou a funcionar há pouco mais de dois anos como pousada, tem quatro chalés e o restaurante atendia apenas os hóspedes no café da manhã. Depois, os donos começaram a servir petiscos, surgiram os pratos do dia e, hoje, o menu está recheado de opções que caíram no gosto do público.

Jucélia Costa Manso, dona do espaço, é quem comanda a cozinha que serve receitas inspiradas em ingredientes de produtores locais, como o shitake produzido no bairro. Outra característica marcante é a pegada artesanal. Tudo é feito na hora, com temperos da própria horta.

Há 3 meses, Jucélia Costa Manso comandante da cozinha do rancho, esteve num rigoroso estágio em São Paulo no estrelado restaurante Mani da Chef Helena Rizzo, ganhadora do premio Michelin onde desfrutou de vivências incríveis para quem é deste ramo. Jucélia conta que com essa experiência que viveu tudo que já era bom no Rancho Zig zag ficará ainda melhor, com inovações e mais agilidade no preparo dos pratos.

“Nosso carro-chefe é a costela no bafo, que serve duas pessoas. Ela fica 12 horas no forno à lenha e depois é porcionada com batata rústica, farofa defumada e uma ‘citronete’, uma versão da vinagrete feita com tomate cereja, gergelim branco e preto e limão do quintal”, conta Jucélia.

Tem ainda o cupim no bafo, servido empratado, com duas postas que somam aproximadamente 400 gramas de proteína. Se estiver em casal e pedir alguma entrada, como as bruschettas feitas com pão rústico de fermentação natural, dá pra dividir o prato tranquilamente.

“As nossas parmegianas, de carne, frango ou berinjela, também saem bastante e são gratinadas no fogão à lenha com molho artesanal. Para quem gosta de peixe, tem as trutas nas versões ‘castanhas e ervas’, com amêndoas defumadas’, acompanhada de aspargos e batatas; e a ‘maracujá e mel’”, diz. Os preços dos pratos variam de R$ 40 a R$ 60.

1 de 3

Bruschettas feitas com pão rústico de fermentação natural

Sorvetes são destaques entre sobremesas

Talharim: massa fresca, artesanal

As massas também merecem atenção e são feitas na hora pela Jucélia. Ela conta que tem cliente que gosta de ver a produção e acompanha todo o processo de perto. O talharim, por exemplo, leva açafrão e sai muito com molho quatro queijos gratinado.

“Outras opções de molhos são o shitake ao sugo e castanhas ao pesto de manjericão. E também faço a lasanha de shitake, que pode ser vegetarianaou vegana. Esta última com massa integral e sem ovos”, explica.

anúncios

E não terminou. A criatividade e dedicação da Jucélia também é nítida nas sobremesas. Para o público vegano tem um brownie com massa e suspiro de grão-de-bico. Agora, os queridinhos mesmo são os sorvetes.

“Um dos mais pedidos é o de cinco queijos (todos da região), com calda de goiabada cascão e vinho do Porto. Se você gosta de sabores mais cítricos, tem o de physalis, com base de tangerina, ou ainda o de frutas vermelhas, que leva geleia feita com mel e vinho”, conta. Quem gosta mesmo de doce, vale experimentar o sorvete de doce de leite. Ele é finalizado com paçoca, feito por uma produtora da região no pilão, e leva cardamomo no preparo.

O restaurante do Rancho Ziz Zag funciona aos finais de semana e feriados, das 11h às 18h30

Por Redacao

.

Paper Excellence anuncia investimento de US $ 13 milhões em fábrica canadense

Como garantir uma gestação segura para portadores de HIV?