Campanha do Grupo Keralty reforça importância dos exames preventivos para a mulher

No “Março Lilás”, mês de conscientização sobre o câncer de colo de útero, campanha procura conscientizar as mulheres sobre importância de se protegerem contra a doença

Março é um mês importante para as mulheres, não apenas pelo Dia Internacional da Mulher, mas também por ser o mês de alerta para prevenção do câncer de colo de útero, terceiro tumor mais frequente na população feminina, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Anualmente, são esperados mais de 16 mil novos casos da doença. Com o objetivo de alertar e incentivar a prevenção, o Grupo Keralty, do qual a operadora de saúde Vitallis faz parte, promove várias ações internas de conscientização sobre a importância das mulheres se protegerem contra a doença, principalmente realizando o exame de prevenção, mais conhecido como Papanicolau.

A campanha, consequentemente, alerta também para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, uma vez que o vírus HPV é a principal causa do câncer do colo de útero. O diagnóstico é feito na consulta ginecológica por meio do exame Papanicolau, que ajuda a detectar a infecção causada pelo vírus e possíveis alterações no colo do útero.  “No exame, colhemos o material, que é enviado para análise e serve para pesquisa de algumas lesões pré-cancerígenas, ou seja, lesões que podem evoluir para um câncer de colo de útero”, explica a ginecologista e obstetra da Vitallis, Cynthia Renault.  Além dos exames, a mulher também pode se prevenir recebendo a vacina contra o vírus HPV.

Com os exames realizados de forma periódica, é possível identificar o tumor ainda em fase inicial, melhorando as chances de sucesso no tratamento. A médica explica que o sangramento durante a relação sexual pode ser um dos sintomas de lesões pré cancerígenas ou até mesmo do próprio câncer. “Com o acompanhamento da paciente, nós conseguimos fazer o rastreamento dessas lesões e conseguimos evitar que evoluam para um câncer”, ressalta Cynthia. O exame Papanicolau deve ser feito por todas as mulheres com idade a partir de 25 anos, que possuem vida sexual ativa, em intervalos de três anos, mesmo que já tenham sido vacinadas. “É muito importante a realização do Papanicolau, justamente para que nós identifiquemos a presença dessas lesões de forma precoce e, dessa forma, podemos tratar antecipadamente”, afirma a médica.

Em caso de detectar alguma lesão, o tratamento para cada paciente deve ser avaliado e orientado por um médico. Entre as opções estão a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia. “Isso é individualizado, em conjunto com a oncologia, de acordo com o estágio da doença e características de cada paciente”, explica a especialista. O câncer de colo de útero também está fortemente associado a fatores de risco tais como: tabagismo, uso de imunossupressores, doenças que alteram a imunidade, como a síndrome da imunodeficiência adquirida e uso de anticoncepcionais orais. “Essa campanha contribui muito para salvar a vida de muitas mulheres, justamente pelo fato de conscientizar que nós podemos descobrir de forma precoce”, complementa Cynthia.

anúncios

A campanha do Grupo Keralty visa conscientizar suas colaboradoras para a importância do acompanhamento ginecológico, mas o alerta vale para toda a população. Internamente, a operadora de planos de saúde iniciou uma campanha de e-mail marketing, incentivando as mulheres a manter uma rotina frequente de idas ao ginecologista e a fazer os exames preventivos. A iniciativa também inclui vídeos e conteúdos explicativos, que desmistificam os riscos do procedimento e ressaltam a importância da prevenção. O assunto ainda ganhou destaque em todas as unidades do grupo Keralty no veículo de comunicação interno da instituição.

Vendas de apartamentos crescem cerca de 156% em Betim 

Pacote Las Vegas com 3 Diárias GRÁTIS R$ 1989,00 para Viajar em 2022 ou 2023 (Aéreo + Hotel)