Buquê de noiva: de onde surgiu a ideia?

Impossível falarmos em casamento sem lembrarmos do buquê de noiva, o item é uma peça indispensável.

Se tem uma coisa que não pode faltar em um casamento é o buquê de noiva. Muito mais que um acessório, o buquê faz parte da cerimônia como um todo.

Além de completar o traje da noiva, o buquê é capaz de trazer leveza e até mesmo passar uma mensagem. Inclusive, muito disso vem da antiguidade, quando os primeiros buquês foram criados.

A história do buquê de noiva

anúncios

A tradição vem da Grécia e começou há muito tempo. O buquê de noiva, na época, era uma porção de grãos e ervas dado à noiva pela sua mãe, garantindo assim uma união frutífera.

 

Posteriormente, na idade média, a noiva seguia o caminho até o altar e recebia flores dos convidados, o que representava o desejo de coisas positivas. A composição dessas flores formava um lindo buquê, uma ideia certeira.

 

Mais tarde, quando falar sobre sentimentos era um verdadeiro tabu, o buquê da noiva passou a transmitir uma mensagem, de acordo com a flor escolhida. Rosas vermelhas, por exemplo, representavam paixão, enquanto as brancas, pureza. Além disso, em alguns casos, usavam-se orquídeas, para passar a sensação de sensualidade.

 

Hoje o buquê faz parte da cerimônia como uma extensão do vestido e até mesmo representa traços da personalidade da noiva. Além disso, o buquê também conversa com a decoração do casamento, se unindo e harmonizando a cerimônia. Na floricultura em BH a escolha do buquê da noiva não deve necessariamente seguir uma tendência ou regra, mas sim deve ser assim como a noiva sonhar.

 

anúncios

Então, qual é a sua opção preferida? Rosas, orquídeas, tulipas… Independente da escolha, não deixe de apostar em um bom buquê para o seu casamento. Ele fará toda a diferença e garantirá muito mais beleza ao momento.

Smiles inicia campanha de doação para APAE com Milhas do Bem

Diálogos sobre democratização do acesso à cultura marcam abertura do I Encontro de Equipamentos Culturais – arquivos, museus e bibliotecas