Belo-horizontinos podem ter que votar para prefeito ainda este ano – Entenda!

Foto: PBH/Ascom

Em 2018 os Belo-horizontinos além de terem que votar para Presidente, Deputados e Senador ainda podem ter que votar para PREFEITO. Isso mesmo Alexradre Kalil (PHS) pode ter seu mandato cassado antes mesmo de completar dois anos à frente da prefeitura.

Kalil é alvo de quatro processos judiciais que tramitam na justiça eleitoral. Os mesmos podem resultar desde uma multa milionária até a cassação do mandato do mesmo.

Sobre os processos

Em 2016 foi movido o primeiro processo pelo próprio Ministério Público Eleitoral. O mesmo originou em outros três no Foro Eleitoral de belo Horizonte. Um movido pela Coligação Juntos por BH, na qual fazia parte o então candidato João Leite (PSDB), outro por parte do diretório Municipal do PSDB (que corre em segredo de justiça) e outro movido também pelo Ministério Público Estadual.

anúncios

De acordo com o Ministério Público Eleitoral e o Tribunal Regional Eleitoral as ações começaram na prestação de contas de Kalil em 2016. Ainda segundo o órgão os gastos da campanha eleitoral do candidato deixaram claro irregularidades.

Sentença

Fevereiro deve ser o mês em que a Justiça Eleitoral de Minas Gerais deve anunciar a sentença do processo. O caso envolve uma doação de campanha que é considerada ilegal pelo STF. Para o Ministério Público, Kalil fez uma “simulação” de venda de um apartamento aos seus filhos. Porém, o negócio seria para mascarar uma doação empresarial de um de seus aliados políticos. O suposto esquema também cita o prefeito de Betim, Vittorio Medioli. (PHS)

Written by Iolanda Pedrosa

.

Edital para permutas do caranval já está aberto

Novo chefe do Detran-MG acumula 120 pontos na carteira