Belo Horizonte tem centro de acolhimento para mulheres em situação de violência doméstica

Foto: Divulgação Twitter PBH
Foto: Divulgação Twitter PBH

Belo Horizonte dá um passo à frente e crucial para diminuir a violência contra a mulher. No último dia 14 de dezembro a Prefeitura assinou um Termo de Parceria e Cooperação Mútua onde instituições de suma importância pactuaram o fluxo de acolhimento para mulheres em situação de violência doméstica.

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), a Guarda Municipal, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e o Consórcio Mulheres das Gerais fazem parte da ação. Ao procuraram as Delegacias Especializadas de Atendimento a Mulher, as mulheres com necessidade de acolhimento serão encaminhadas imediatamente à Casa Sempre Viva de Atendimento Emergencial.

A ação é uma forma de enfrentamento à violência doméstica e o espaço para acolhimento é um local que contribui para o distanciamento do ciclo da violência , permitindo um ambiente seguro e a assistência de profissionais.

anúncios

 As cidades participantes do Consórcio Mulheres das Gerais são: Belo Horizonte, Betim, Contagem, Itabira, Lagoa Santa, Nova Lima, Raposos, Ribeirão das Neves, Sabará e Santa Luzia.

Em caso de violência doméstica, denuncie! O Brasil dispõe da Central de Atendimento Ligue 180, serviço de denúncia especializado em violência contra a mulher . A Central tem 250 atendentes, todas mulheres, capacitadas para orientar, registrar e dar andamento a queixas; atendimento é 24h, todos os dias.

 

Por Redacao

.

Fofo: divulgação

O verão chegou! Saiba como aproveitar a estação mais quente do ano

Foto: Divulgação

Papai Noel anda de trenó ou de transporte público? Confira a novidade para o natal de BH