Atlético coloca um pé nos Grupos da Copa Libertadores

Por Paulo Soares

 

O Atlético foi a Montevideú, capital Uruguaia na noite dessa quarta-feira e conseguiu obter uma boa vantagem para Belo Horizonte no confronto contra o Defensor.  

anúncios

Primeiro Tempo com gol

A equipe mineira iniciou o jogo com maior posse de bola que o time uruguaio. Conseguiu controlar o ritmo do jogo e manteve seu estilo de troca de passes. Aos 11 minutos, em cobrança de falta de Cazares, a bola encontrou a cabeça do zagueiro Réver que não perdoou e inaugurou o placar no Estádio Luís Franzini. 

Após o gol, em uma falha bisonha da zaga do Defensor, a bola sobrou no artilheiro Ricardo Oliveira que fuzilou para o gol, entretanto a zaga conseguiu se recuperar e evitar o segundo gol atleticano.

O final do primeiro tempo foi de tentativas frustadas de pressão dos uruguaios. A equipe alvinegra recuou bastante e com isso sofreu essa falsa pressão.

Etapa final com sustos e alívio 

A tônica do fim do primeiro tempo se repetiu em quase toda etapa complementar. Com o recuo do Galo, a equipe limitada do Defensor, cresceu na partida e teve algumas boas oportunidades, todas elas desperdiçadas devido a falta de pontaria de seus atacantes.

Após suportar a pressão, o Atlético começou a investir nos contra ataques. E foi em um desses que veio o alivio. Em subida rápida de Patric ao ataque, o questionado lateral fez um cruzamento preciso para o meia Cazares completar de cabeça e ampliar o marcador.

Na próxima quarta-feira (27/02), às 21:30 horas, Atlético e Defensor se reencontram agora em BH. O Galo joga com a vantagem do empate ou pode perder por até um gol de diferença que se garante na fase de Grupos da Libertadores.

anúncios

 

Belo Horizonte recebe a Crazy+ Blow Up Race em maio

Música, literatura e histórias infantis são atração deste domingo no Minas Shopping