A conta do bar de Belo Horizonte aumentou no mês passado, mas a jornada de trabalho ainda é desagradável

Desde meados de junho, quando o setor passou a operar das 11h às 22h, o movimento melhorou de 20% para 30%, mas o lojista exigia expansão

 

 

Depois que Belo Horizonte ampliou o horário de funcionamento dos bares e restaurantes para as 22 horas todas as noites durante um mês, a secretaria avaliou que as vendas haviam melhorado, mas ainda reclamava da restrição do horário de atendimento, o que, segundo os lojistas, era o principal atrativo dos clientes. Representantes dessa categoria estimam que o último ajuste de flexibilidade anunciado em 11 de junho resultou em um aumento de 20% a 40% na mobilidade institucional.

anúncios

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou em relatório que o setor ainda não tem novas projeções de flexibilidade. “A recuperação é gradativa, com base em indicadores epidemiológicos e de enfermagem.

O executivo municipal afirmou que o impacto da última reabertura sobre esses índices está sendo monitorado para entender os avanços que podem ser feitos no processo. ”

Segundo Matheus Daniel, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG), a abordagem ideal para os negócios é retirar o prazo, mas os locais da Covid-19 permanecerão acordo de Prevenção.

“22h é muito melhor do que trabalhar até as 19h, mas ainda limita as vendas, porque 70% das vendas são à noite, então ainda perdemos cerca de 30% das nossas vendas e não fechamos antes das 22h. Já que muitas pessoas fecharam dívidas a pagar, o que acaba dificultando o pagamento “, analisou Matthews. Ele destacou que “a pandemia ainda não acabou”, mas agora é possível acabar com as restrições de horário de trabalho e manter os padrões de saúde e segurança.

Lucas disse que a Kanpai investiu na entrega durante a paralisação e revelou que com esse novo modelo de entrega, a expectativa é que a conta do mês passado seja 20% maior do que antes da pandemia.

Outro ponto de encontro na capital dos bares é a rua Alberto Cintra, no bairro União, no nordeste da capital.

O sócio do Piratas BBQ, Marlon Saraiva, conhecido bar da região, lamenta o período de fechamento, mas confirma que o exercício melhorou por causa da maior flexibilidade. “Até as 22h ajudava muito, mas hoje as pessoas começaram a sair às 20h ou 21h e começamos a fechar nesse horário. Então nos ajudou muito, mas as contas durante o nosso fechamento nunca serão recuperadas”, explicou.

Piratas é um dos lugares preferidos de Rafael Cedro, e ele disse que pode ir com segurança a bares e encontrar amigos. “As mesas são espaçadas, o pessoal comportou-se muito bem, sempre usam máscara na hora de ir ao banheiro. Acho bom reabrir por questões sociais. É bom para as pessoas voltarem a ver os amigos, para terem um momento de descontração e Relax. Então, isso é bom para quem trabalha, para quem cria empregos, e para quem fica muito tempo em casa e agora pode ver as pessoas e ver as ruas ”, disse.

Por Redacao

.

Pacote de Viagem Aracaju + Passeio ao Cânion do Xingó por R$ 499,00 escolha uma data do Segundo Semestre de 2022 com Aéreo + Hospedagem + Passeio

SPACE JAM UM NOVO LEGADO HOJE NOS CINEMAS