23º FestCurtasBH divulga seleção de filmes das Mostras Paralelas e Especial

Os curtas poderão ser vistos em sessões virtuais e presenciais, na plataforma Cine Humberto Mauro/MAIS e no Palácio das Artes

Entre os dias 4 e 14 de novembro, o 23º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte – FestCurtasBH exibe mais de uma centena de curtas, de 112 países. O evento, promovido pela Fundação Clóvis Salgado será realizado em formato híbrido e os filmes poderão ser vistos pela plataforma Cine Humberto Mauro/MAIS e em sessões presenciais no Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte – MG).

Além das Mostras Competitivas, com produções nacionais e internacionais, a programação do FestCurtasBH 2021 conta também com as mostras paralelas Imagem: Cinemas Fractais (12 filmes); Trabalho: Desobedecer o Fluxo da Automação (4 filmes); Juventudes (10 filmes); Animação (7 filmes) e Infantil (13 filmes). E ainda com a Mostra Especial Cosmopoéticas do (In)Visível, composta por 22 filmes.

Os curtas das Mostras Paralelas e Especial entram em cartaz sempre às 20 horas, com exceção da Mostra Paralela Infantil, que fica disponível a partir das 10 horas. As produções poderão ser vistas de 04 a 15 de novembro. Confira no site https://www.festcurtasbh.com/ os programas e horários das exibições virtuais e presenciais.

anúncios

O Júri Popular também poderá indicar suas produções favoritas entre os filmes das Mostras Paralelas e Especial. A votação será realizada até o dia 14, pelo site oficial do evento. O curta mais votado pelo público durante as exibições on-line desta edição receberá o prêmio do Júri Popular, no valor de R$3.000,00 (três mil reais), além do Troféu Capivara.

Mostra Especial Cosmopoéticas do (in)visível

Em 2021,o FestCurtasBH promove a Mostra Especial Cosmopoéticas do (in)visível,que conta com 22 filmes produzidos no Brasil, em estados como Bahia, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins; além de países como Alemanha, África do Sul, Argentina, Canadá, Colômbia, Cuba, Estados Unidos, Espanha, Etiópia, França, Guadalupe, Ilha da Reunião, Jamaica, Martinica, Níger, Nigéria, Noruega, Portugal, Togo, e Trindade e Tobago. As produções dialogam com pensamento do filósofo de origem francesa e centrafricana Dénètem Touam Bona, especialmente nas noções de cosmopoética e marronagem,para pensar uma poética da fuga e experiências furtivas de resistência através do audiovisual.

Três curadoras e curadores convidados – Anti Ribeiro (curadora, cineasta e pesquisadora residente em Pernambuco); Tatiana Carvalho Costa (pesquisadora, cineasta e curadora residente em Belo Horizonte) e Wally Fall (curador e cineasta residente em Martinica) – criaram cada qual um programa, propondo um diálogo entre sua própria pesquisa curatorial e a obra de Touam Bona. A esses três programas, somam-se mais dois elaborados pela equipe de programação do Festival.

Seleção de filmes curada por Anti Ribeiro, a Mostra Especial 1 – Ouvem-se Estrelas nos Confins de Sonora, poderá ser vista entre os dias 05 e 07 de novembro. Confira no site oficial do FestcurtasBH os horários das sessões.

  • Fartura – Kulumym-Açu | Ceará, 2020 3′

  • CÔMPITO – Paulete LindaCelva | Brasil-São Paulo, 2021, 3′

  • Trava Minguante, Trava Crescente – Nica Buri | Brasil-Rio de Janeiro, 2020, 6′

  • Deep Down Tidal – Tabita Rezaire | África do Sul, 2017, 18′

  • Ficções Sônicas – Grace Passô | Brasil, 2020, 19′

Mostra Especial 2  Pontes de Luz Sobre Mares Revoltos, traz filmes selecionados por Wally Fall, que poderão ser vistos entre os dias 07 e 09 de novembro. Confira no site www.festcurtasbh.com.br os horários das sessões.

  • Lafwa (Faith) – Yannis Sainte-Rose | Martinica, 2015, 3′

  • À LA RACINE (ROOT UP) – Katia Café-Fébrissy | França/Guadalupe, 2017, 27′

  • Démayé  Klēlo – Simone Lagrand | Martinica/França, 2021, 4′

  • La mémoire du sang – Elom Khaunbiow | Togo, 2021, 24′

  • MADA ou l’histoire du premier homme – Laurent Pantaléon | Ilha da Reunião, 2021,10′

Programa curado pela mineira Tatiana Carvalho Costa, a Mostra Especial 3  QuilomboCinema e Poéticas da Fuga poderá ser vista entre os dias 10 e 12 de novembro. Confira no site oficial do FestcurtasBH os horários das sessões.

  • Le Retour d’un Aventurier – Moustapha Alassane | França, 1966, 34′

  • Phillis Wheatley – Nesanet Teshager Abegaze | Ethiopia, 2021, 2′

  • Serpent Rain – Arjuna Neuman, Denise Ferreira da Silva | Noruega, 2016, 30′

  • Aurora – Everlane Moraes | Cuba, 2018, 16′

  • A Sússia (The Sússia) – Lucrécia Dias | Tocantins, 2018, 17′

A coordenadora de curadoria do 23º FestCurtasBH, Ana Siqueira, elaborou dois programas – Mostra Especial 4 e Mostra Especial 5, que poderão ser vistos entre os dias 12 e 14 de novembro. Para saber mais detalhes sobre os programas e os horários das exibições, confira o site www.festcurtasbh.com.br.

anúncios

Mostra Especial 4

  • Field Notes – Vashti Harrison | Estados Unidos/Trindade e Tobago, 2014, 17′

  • Kindah – Ephraim Asili | Jamaica/Estados Unidos, 2016, 12′

  • Fluid Frontiers – Ephraim Asili | Canadá/Estados Unidos, 2017, 23′

  • Lighting Dance – Cecilia Bengolea | Jamaica/Argentina/França, 2018, 6′

Mostra Especial 5

  • Obatala Film – Sebastian Wiedemann | Brasil/Colômbia/Nigéria, 2019, 7’

  • Quantum Créole – Filipa César | Alemanha/França/Portugal/Espanha, 2020, 40′

  • Shelly Belly Inna Real Life – Cecilia Bengolea | Jamaica/Argentina/França, 2020, 24′

Mostras Paralelas do 23º FestCurtasBH

Mostra Paralela – Imagem: Cinemas Fractais – Os filmes que compõem esta mostra se inventam a partir da própria desconfiança sobre um jeito definitivo de fazer cinema, propondo a ideia de que a lente é um espelho partido e que revela muito mais versões do mundo do que um espelho intacto e íntegro.

anúncios

Serão exibidos 12 curtas produzidos no Brasil, em estados como Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo; além de países como Espanha, Finlândia, Países Baixos, e Portugal. A programação conta também com realização de debates com os realizadores, que estarão disponíveis no site oficial do evento.

  • A comuñón da miña prima Andrea (The Communion of my Cousin Andrea) – Brandán Cerviño | Espanha, 2021

  • Delirar o Racial (Rave the racial)  Davi Pontes e Wallace Ferreira | Rio de Janeiro, 2021

  • Fôlego (Breath) – Sofia Badim | Rio de Janeiro  Brasil, 2020

  • Linha Cruzada (Cross-line) – Diógenes Muniz | São Paulo  Brasil, 2021

  • NAYA – Der Wald hat Tausend Augen (NAYA) – Sebastian Mulder | Holanda, 2021

  • O que não se  (What is not seen) – Paulo Abreu | Portugal, 2020

  • O Suposto Filme (The Supposed Film) – Rafael Conde | Minas Gerais  Brasil, 2021

  • Ser Feliz no Vão (Happy In The Gap) – Lucas H. Rossi dos Santos | Rio de Janeiro – Brasil, 2020

  • The Problem of the Hydra – Maija Tammi | Finlândia, 2020

  • Um de vermelho e um de amarelo (One in red another in yellow) – Lipe Canêdo, GM & Fr4ad | Minas Gerais  Brasil, 2020

  • Vênus de Nyke (Venus in Nykes) – André Antônio | Pernambuco – Brasil, 2021

  • Wash. Rinse. Repeat. – Letter from a Drone Sensor – Paula Albuquerque | Holanda, 2020

Mostra Paralela  Trabalho: Desobedecer o Fluxo da Automação – Serão exibidos quatro filmes produzi- dos em quatro diferentes países Hungria, Índia, Rússia e Suíça.

  • 60 óra (60 hours) – Ákos Saufert | Hungria, 2020, 34′

  • LATA – Alisha Tejpal | Índia/Estados Unidos, 2020, 21′

  • Posle Potopa (After the Deluge) – Vladimir Eysner | Rússia, 2021, 24′

  • The Peepul Tree – Sonja Feldmeier | Suíça, 2020, 25′

Mostra Paralela – Juventudes – Apresenta dez filmes produzidos no Brasil, em estados como Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco e Rio Grande do Norte; além de países como Espanha, Estados Unidos, França, e Portugal. A Mostra está dividida em dois programas, com exibições entre os dias 11 e 13 de novembro: Juventudes 1, para jovens a partir de 14 anos e Juventues 2, com filmes especialmente selecionados o público a partir de 16 anos. Confira no site https://www.festcurtasbh.com/ mais detalhes so- bre os programas e os horários das exibições.

  • CORPAS (Bodies) – Arthur Almeida | Ceará, 2020

  • Farrucas – Ian de la Rosa | Espanha, 2021

  • Flor de Mururé (Mururé’s Flower) – Marcos Corrêa e Priscila Duque | Pará, 2021

  • Guahu’i Guyra Kuera – Encanto dos Pássaros (Enchantment of Birds) – Anailson Flores, Beibity Flores, Cledson Amarília Ricarte, Jhonlailson Gomes Almeida, Jhon Malison, Jomalis Franco Gomes, Wagner Gomes | Mato Grosso do Sul, 2020

  • Jamary – Begê Muniz | Amazonas, 2021

  • La saveur des mangues de Mirana (The Mango Tree) – Lorris Coulon | France, 2021

  • Sad Faggots + Angry Dykes Club – Viq Viç Vic | Pernambuco, 2020

  • Time de Dois (A Team of Two) – André Santos | Rio Grande do Norte, 2021

  • Tracing Utopia – Catarina de Sousa, Nick Tyson | Portugal/Estados Unidos, 2021

  • Tudo Que Eu Podia Fazer Era Chorar (All I Could Do Was Cry) – Dandara de Morais | Pernambuco, 2021

Mostra Paralela  Animação – Serão exibidos sete filmes, com diferentes técnicas de animação, produzidos no Brasil, em estados como Minas Gerais e Rio Grande do Sul; além de países como Canadá, França, Polônia e Reino Unido. Os curtas poderão ser vistos de 9 a 11 de novembro. Confira os horários das sessões no site oficial do FestcurtasBH.

  • Dinheiro (Money) – Sávio Leite, Arthur B. Senra | Minas Gerais, 2021

  • Magnética – Marco Arruda | Rio Grande do Sul, 2020

  • Noir-Soleil – Marie Larrivé | França, 2021

  • Olho além do Ouvido (Eye over Ear) – Bruna Schelb Corrêa, Luis Bocchino | Minas Gerais, 2021

  • Pas de titre (No Title) – Alexandra Myotte | Canadá/Quebec, 2021

  • Psie pole (Dog’s Field) – Michalina Musialik | Polônia, 2020

  • Push This Button if You Begin to Panic – Gabriel Böhmer | Reino Unido, 2020

Mostra Paralela – Infantil – Apresenta uma seleção especial de curtas para agradar pequenos e grandes cinéfilos. Serão exibidos 13 filmes produzidos no Brasil, em estados como Bahia, Ceará, Minas Gerais e São Paulo; além de países como Alemanha, Argentina, Bielorrússia, Bélgica, Bulgária, Canadá, França e Suíça. A Mostra Infantil está dividida em dois programas: Infantil 1, para crianças a partir de 4 anos, com exibições entre os dias 06 e 08 de novembro. E Infantil 2, com filmes especialmente selecionados para meninos e meninas a partir de 6 anos, com exibição entre os dias 13 e 15 de novembro. Confira no site https://www.festcurtasbh.com/ os programas e os horários das exibições.

  • 5 fitas (5 Ribbons) – Heraldo de Deus e Vilma Martins | Bahia, 2020

  • Au-delà d’une lisière (Beyond an edge) – Laura Cruciani | França, 2020

  • Bémol (Bemol) – Oana Lacroix | Suíça, 2021

  • Bosquecito (Little Forest) – Paulina Muratore | Argentina, 2020

  • ITCHY THE CAMEL: RAKES – Anders Beer, Pierre-Hughes Dallaire | Canadá/Quebec, 2021

  • ITCHY THE CAMEL : TENNIS – Anders Beer, Pierre-Hughes Dallaire | Canadá/Quebec, 2021

  • MISHOU – Milen Vitanov | Alemanha/Bulgária, 2020

  • O karaokê de Isadora (Isadora’s Karaokê) – Thiago B. Mendonça | São Paulo, 2021

  • Olhos de Erê – Luan Manzo | Minas Gerais, 2020

  • Palavra Grande (Big Word) – Manoela Ziggiatti | Ceará, 2021

  • Soup – Karolin Twiddy | Alemanha, 2021

  • Too Big Drawing – Genadzi Buto | Rússia, 2021

  • Un kilomètre à pied (ten, twenty, thirty, forty, fifty miles a day) – Mathieu Georis | Bélgica, 2021

Sobre o FestCurtasBH

O 23º FestCurtasBH – Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, acontecerá entre os dias 4 a 14 de novembro de 2021. Na edição deste ano, para a qual foram recebidas 2795 inscrições de 26 estados brasileiros e outros 111 países, o Festival exibirá uma centena de filmes, entre mostras competitivas, paralelas e especial, distribuídas ao longo de 28 programas. O Festival acontecerá através do cineHumbertoMauro/MAIS, plataforma on-line exclusiva desenvolvida para abrigar a programação do Cine Humberto Mauro, com acesso gratuito ao público e contará com exibição de filmes, mostras temáticas, performances, master class e debates, além da oficina de crítica Corpo Crítico, que chega a sua 4ª edição consecutiva. O público poderá, ainda, ter acesso à parte das sessões fílmicas de maneira presencial, no Cine Humberto Mauro, respeitando as medidas sanitárias em vigor, como obrigatoriedade do uso de máscaras e restrição da capacidade da sala. O FestCurtasBH dará acesso a uma programação diversificada que apresentará, no caso das mostras competitivas, produções recentes nacionais e internacionais, bem como uma mostra de caráter competitivo dedicada exclusivamente à produção mineira. Numa seleção que propõe formas singulares de articular debates em torno dos filmes contemporâneos, as mostras paralelas abordam e friccionam temáticas que incidem fortemente no presente: a construção e/ou retomada de imagens, com suas necessárias implicações estéticas e políticas e as representações de dimensões do trabalho no mundo contemporâneo.

O FestCurtasBH apresenta também a mostra especial Cosmopoéticas do (In)visível, formada por 5 programas e dedicada ao pensamento do filósofo de origem francesa e centrafricana Dénètem Touam Bona. A mostra se inspira especialmente nas noções de cosmopoética e marronagem tal como desenvolvidas pelo autor, propondo-se a pensar uma poética da fuga e experiências furtivas de resistência através do audiovisual. A marronagem, pensada “menos como uma forma de conquista do que de subtração ao poder”, um “processo contínuo de liberação”, aponta para experiências que atravessam tempos e espaços, sejam afrodiaspóricas, – como os quilombos, quer históricos ou atuais, e em suas várias expressões: silvícola, urbana, artística – , ameríndias, de refugiados e em várias outras formas de “sabedorias astuciosas” que atuam em modo menor. A convite do Festival, três curadoras e curadores criaram cada qual um programa, propondo um diálogo entre sua própria pesquisa curatorial e a obra de Touam Bona. A esses três programas, somam-se mais dois elaborados pela equipe de programação do Festival.

O FestCurtasBH, a exemplo das edições anteriores, promove a valorização da produção curta-metragista em seus diversos contextos e abordagens, contribuindo para pensar a contemporaneidade junto ao público em constante processo de formação e transformação, e evidenciar um cinema engajado estética e politicamente nas diversas lutas históricas. Durante os dez dias de evento, o público terá acesso a um conjunto representativo da atual produção cinematográfica nacional e internacional, a filmes reunidos em torno de temáticas de marcada relevância e, ainda, a obras que promovem uma conversa fílmica fecunda e original com o pensamento de Dénètem Touam Bona, que tanto nos interpela e instiga podendo conferir como produções em curta-metragem têm expressado de forma inquieta e inventiva os processos históricos, urgentes e emergentes.

O 23º FestCurtasBH é realizado pelo Governo de Minas Gerais, através da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, pela Fundação Clóvis Salgado; e correalizado pela APPA  Arte e Cultura. Possui patrocínio master da CemigAnglogold Ashante da Unimed-BH Instituto Unimed-BH1, por meio das Leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura; da Codemge  Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, patrocínio ouro; da MGS  Minas Gerais Administraão e Servios, patrocínio bronze, viabilizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte; e com o apoio cultural da Embaixada da França Aliança Francesa.

¹ O patrocínio da Unimed-BH / Instituto Unimed-BH é viabilizado pelo incentivo de mais de cinco mil médi-

cos cooperados e colaboradores.

A Fundação Clóvis Salgado é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e de cultura em transversalidade com o turismo. Trabalhando em rede, as atividades dos equipamentos parceiros ao Circuito buscam desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda, além da democratização e ampliação do acesso da população às atividades propostas.

Protocolo de funcionamento do Cine Humberto Mauro

  • Fluxo de entrada de acordo com um volume mínimo de 10 pessoas por vez.
  • Para garantir a distância mínima entre as poltronas, os lugares demarcados não devem ser ocupados, estabelecendo uma distância entre as poltronas.

  • O público deve ocupar a poltrona numerada indicada no ingresso. É possível escolher o seu assento disponível através das plataformas digitais e presenciais de emissão de ingresso.

  • O público deve respeitar o protocolo de saída das sessões a fim de evitar aglomerações.

  • É obrigatório o uso de máscara para acesso ao Cine Humberto Mauro e durante a sessão.

  • Não será permitido o consumo de alimentos e bebidas, exceto água.

  • A conferência e leitura de ingressos deverá ser visual ou através de leitores óticos, sem contato manual por parte do atendente.

SERVIÇO

23º FESTCURTASBH – Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte Data: 4 a 14 de novembro de 2021

Local: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte / MG e pela plataforma Cine Humberto Mauro/MAIS – www.cinehumbertomauromais.com/

Por Redacao

.

Shows de Alok e Barões da Pisadinha são reagendados na Star415

Usina Coruripe passa a integrar maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo