150 anos da tabela periódica será celebrado no MM Gerdau

Foto: Jomar Bragança

Uma das maiores conquistas da história da ciência, a tabela periódica, completa este ano um século e meio de “descoberta”. Para ressaltar sua importância, a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou 2019 como o Ano Internacional da Tabela Periódica, ampliando conhecimento sobre o trabalho do russo Dimitri Mendeleev, que foi responsável por organizar os 63 elementos, contribuindo para os avanços científicos do século 20 em diante.

+Conheça o Digio: O cartão sem anuidade

+Conheça o Rodízio de Coxinha!

Para contar mais sobre esta história, suas curiosidades, como a tabela tem influenciado a cultura e a ciência e mostrar experimentos espetaculares sobre os elementos químicos, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Meta recebe na próxima quinta-feira (02), às 19h30, a palestra “O outro lado da tabela periódica”. A conversa será conduzida pelos professores Alfredo Luis Mateus e Luciano Faria. O evento integra o CoMCiência, programa de divulgação científica do Museu, periodicamente traz temáticas científicas para debates abertos ao público.

]

Exposição “Tabela periódica”

anúncios

O MM Gerdau mantém ainda uma exposição fixa que homenageia a tabela periódica. A atração é lúdica e interativa, formada por tubos metálicos que projetam no chão os elementos químicos e usa o próprio professor Mendeleev para contar a história da criação.

Ainda no espaço, é possível brincar na exposição Mesa dos Átomos, unindo digitalmente elementos e formando compostos. Na tela, o visitante pode ver as características, aplicações e imagens dos compostos químicos formados a partir da união de alguns dos 118 elementos. Uma maneira divertida e lúdica de aprender química!

Conheça o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

 O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrante do Circuito Liberdade desde 2010, é um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 20 áreas expositivas, estão 44 exposições que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências. O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, onde funciona o espaço cultural, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau.

O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a expografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas. O Museu funciona de terça a domingo, das 12 às 18h, e na quinta, das 12 às 22h e apresenta uma programação para todas as idades. A entrada é franca.

Informações:

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Palestra – O outro lado da tabela periódica

anúncios

Data: 02/05

Horário: 19h30

Endereço: Prédio Rosa – Praça da Liberdade

Gratuito. Sujeito à lotação do espaço

anúncios



Written by Redacao

.

IV Burn Experience – maior festival de churrasco de Minas Gerais

Talentos da música mineira marcam a programação semanal do Talentos da música mineira marcam a programação semanal do Bar do Museu Clube da Esquina